E-mails, entrevista, jogo contra a Lusa na China: O que dirigente cobrou do São Paulo

Diego Garcia e Rafael Valente, para o ESPN.com.br
Reprodução ESPN
José Francisco Manssur, vice de comunicações e marketing do São Paulo
José Francisco Manssur, vice de comunicações e marketing do São Paulo 

Editorial para revista do São Paulo, texto para um livro sobre o CT de Cotia, reunião para discutir a construção de um bicicletário no Morumbi, notas oficiais elaboradas para divulgação na imprensa... há inúmeros serviços cobrados ao São Paulo pelo escritório de José Francisco Manssur, atual vice-presidente de comunicação e marketing do clubes, muitos feitos por ele, segundo documentos vistos com exclusividade pelo ESPN.com.br.

As cobranças constam em oito faturas do período que vai de abril de 2012 até setembro de 2013. Na época, Manssur, que é advogado, exercia o cargo de assessor especial da presidência - quem estava no cargo máximo do São Paulo era Juvenal Juvêncio.

MARCELO FERRELLI/Gazeta Press
José Francisco Manssur, vice de comunicação e marketing do São Paulo
José Francisco Manssur

O escritório do qual Manssur é sócio prestava serviços ao clube do Morumbi desde 2009, ou seja, antes do ingresso do advogado na diretoria da agremiação. Mas as notas fiscais obtidas pela reportagem são do período em que ele já atuava como assessor da presidência e o escritório manteve os serviços ao São Paulo.

Entenda mais sobre essas cobranças clicando aqui

Foram requisitados trabalhos do escritório mesmo o clube do Morumbi tendo em sua estrutura departamentos de comunicação, marketing, administrativo e jurídicos.

Veja algumas das cobranças feitas pelo escritório ao São Paulo neste período, todas em serviços prestados por Manssur, conforme comprovam os documentos:

7 HORAS

Há uma cobrança do escritório AMVO, por um trabalho executado por Manssur, em 24 de setembro de 2013, no valor de R$ 4.200 por uma reunião de 7h30 horas com Gustavo Oliveira, sócio do escritório de Manssur até o fim de julho do mesmo ano - e inclusive que emprestava uma das siglas de seu sobrenome ao nome do escritório AMVO.

Na ocasião da reunião, Gustavo já representava o departamento de futebol do São Paulo.

O encontro entre eles ocorreu no centro de treinamento do São Paulo, na Barra Funda, e foi para tratar da proposta recebida da Associação Norte-Americana de Futebol para utilização do CT do clube durante a disputa da Copa do Mundo de 2014, no Brasil.

ESPN.com.br
Cobrança por deslocamento ao Rio para tratar de contrato de transmissão de jogos com a Globo
Cobrança por reunião de 7h e por reunião sobre transmissão de jogos com a Globo

TV GLOBO

Em outra reunião realizada no início do mesmo mês, mas no Rio de Janeiro, há duas cobranças por serviços prestados por Manssur ao clube, totalizando R$ 3.722,33, por um encontro de quatro horas para discutir contratos de televisionamento com a TV Globo.

No valor, o advogado acrescenta o tempo de deslocamento para a capital carioca: duas horas, segundo consta na descrição da cobrança (veja na imagem acima).

ENTREVISTA

Em 13 de dezembro de 2012, houve uma cobrança de R$ 3.080,00 por Manssur ter se deslocado até o estádio do Morumbi para dar entrevistas à Globo, Bandeirantes e Record sobre acontecimentos na partida entre São Paulo x Tigre, pela Copa Sul-Americana.

A cobrança pode ser vista no documento abaixo (quinta linha).

Para relembrar, a final da Copa Sul-Americana foi em 12 de dezembro, mas não houve disputa do segundo tempo no Morumbi por causa de uma confusão entre seguranças do clube tricolor e jogadores do Tigre. O São Paulo foi declarado campeão.

ESPN.com.br
Entre as cobranças, Manssur listou deslocamento ao Morumbi para dar entrevistas à Rede Globo, TV Bandeirantes e SBT
Entre as cobranças, Manssur listou entrevistas à Rede Globo, TV Bandeirantes e SBT

HORÁRIO 

Entre os serviços prestados por Mansur como representante do escritório, há também a cobrança de R$ 1.026,67 por quase duas horas para a elaboração de um ofício à CBF com pedido de alteração de horário das partidas entre Bahia x São Paulo e Internacional x São Paulo, ambas pelo Campeonato Brasileiro de 2013.

No ano anterior, em 23 de novembro, Manssur também solicitou à CBF mudança do local de jogo entre São Paulo e Corinthians, pelo Brasileirão e o escritório cobrou R$ 746,67.

ESPN.com.br
Manssur: mais de R$ 1 mil para pedir adiamento de jogos
Manssur: mais de R$ 1 mil para pedir adiamento de jogos

MÉDICOS

Há uma cobrança de R$ 2.426,67 por mais de quatro horas para elaborar notas sobre redefinição de corpo médico e substituição de técnico do time tricolor.

BICICLETAS

No dia 17 de maio de 2012, Manssur se encontrou com a vereadora Soninha para uma reunião sobre construção de um bicicletário no Morumbi. O escritório cobrou honorários advocatícios do São Paulo de R$ 1.500.

REFORMA 

Apenas em reuniões relativas a questões de reforma do Morumbi, em 2013, o trabalho de Manssur gerou cobranças de R$ 21.840,00 no mês de junho; R$ 9.986,66, em julho; R$ 17.919,99, em agosto, e R$ 10.173,34, em setembro. No ano anterior, as cobranças relativas à mesma questão somaram R$ 6.626,00, em dezembro; R$ 24.225,00, em maio, e R$ 10.050,00, em abril. No total, mais de R$ 100 mil apenas em reuniões sobre o tema.

ESPN.com.br
Cobrança sobre prestação de trabalho referente a questões da reforma do Morumbi
Cobrança por reuniões de reforma do Morumbi, incluindo encontro com Soninha por bicicletário

E-MAILS

O escritório também cobrou do São Paulo por e-mails enviados em nome do clube. Nos casos em que Manssur executou o trabalho, em julho de 2013, houve a maior cobrança: R$ 14.373,34 na soma de serviços que mencionam envios de mensagens eletrônicas, que variavam de assunto entre Weifgang Cup, disputa da Audi Cup e também da Eusébio Cup.

Entre os destinatários dos e-mails, estavam a Globosat - para discutir direitos de transmissão das competições -, a Audi, o Benfica, diretores do São Paulo e outros.

ESPN.com.br
Cobranças referentes a Copa Audi
Cobranças referentes a Eusébio Cup e Copa Audi

HOTEL

Ainda sobre os valores dos e-mails para a Audi Cup, o assessor da presidência tricolor cobrou, em julho de 2013, o valor de R$ 1.306,67. O motivo? Comunicação com um hotel em Munique sobre faturamento das despesas de cartão de crédito.

LÚCIO

Em 1º de maio de 2013, Manssur cobrou R$ 2.053,33 do São Paulo por uma reunião em Munique sobre ausência do zagueiro Lúcio, então jogador do clube, na Audi Cup.

O torneio previa confronto com o Bayern de Munique, ex-clube do zagueiro.

ESPN.com.br
Cobrança referente a ausência de Lúcio na Copa Audi
Cobrança referente a ausência de Lúcio na Copa Audi

RENÊ SIMÕES

Em 17 de abril de 2012, Manssur cobrou R$ 750 por elaborar uma resposta a um blog do UOL.

Depois, em 7 de novembro, cobrou R$ 560 por nota emitida à imprensa sobre a demissão do técnico Renê Simões, então coordenador da base do São Paulo.

NOTAS

Dois dias antes, Manssur pediu R$ 1.026,67 por elaborar ao jornal "O Estado de S. Paulo" uma nota sobre débitos de clubes de futebol para com a prefeitura paulistana.

Em dezembro daquele ano, pediu o mesmo valor - R$ 1.026,67 - por nota à ESPN sobre procedimentos para venda de ingressos para São Paulo x Tigre (abaixo).

Em 19 de novembro de 2012, também cobrou R$ 653,33 por uma nota oficial anunciando o novo diretor de marketing do clube tricolor.

ESPN.com.br
Entre outras, cobrança por envio de nota à ESPN
Entre outras, cobrança por envio de nota à ESPN

EDITORIAL

Em maio de 2012, o assessor cobrou R$ 825 pela produção de editorial à revista oficial do São Paulo.

DOSSIÊ DE CEGOS

No mesmo mês, fez um "Dossiê sobre torneio de futebol para cegos" para instruir inquérito do MP sobre acessibilidade no Morumbi.

Reprodução
Cobrança para elaborar dossiê sobre torneio de futebol de cegos no Morumbi
Cobrança para elaborar dossiê sobre torneio de futebol de cegos no Morumbi

LIVRO

Posteriormente, em novembro, Manssur emitiu nota fiscal de R$ 1.493,33 por elaboração de editorial para o livro de Cotia (onde está o CT da base). Dois dias depois, cobrou mais R$ 1.306,67 para revisar o texto integral da mesma obra, totalizando R$ 2,8 mil.

ESPN.com.br
Cobrança por texto para o livro de Cotia
Cobrança por texto para o livro de Cotia

FUTSAL

Em 6 de novembro de 2012, o assessor de Juvenal fez a cobrança de R$ 1.213,33 por "participação em reunião sobre equipe de futsal".

CHINA

Em 18 de junho de 2013, Manssur cobrou R$ 1.866,67 por reunião com Consul do Japão para a Suruga Cup, reunião com representantes da Portuguesa de Desportos e elaboração de carta sobre interesse de jogo contra a Portuguesa na China.

ESPN.com.br
Outra nota de Manssur: nesta, reunião por jogo contra a Portuguesa na China
Outra nota de Manssur: nesta, reunião por jogo contra a Portuguesa na China

SURUGA

Ainda sobre a Copa Suruga, o advogado emitiu nota cobrando R$ 933,33 do São Paulo por revisão de regulamento da promoção do Sócio Torcedor para levar um ganhador ao torneio.

MARROCOS

Nos dias 7 e 11 de junho de 2013, o assessor de Juvenal cobrou R$ 3,920 mil por reunião com o presidente sobre parceria com OCP Marrocos e revisão de contrato entre SPFC e OCP para utilização do CT de Cotia por jovens atletas marroquinos e intercâmbio de profissionais.

UNIFORMIZADAS

Em setembro de 2013, Manssur cobrou no total R$ 13.720,00 por quatro diferentes reuniões relativas a torcidas uniformizadas e ingressos. Os encontros foram com o Ministério Público, os diretores do São Paulo, os dirigentes de Corinthians, Santos e Palmeiras e a empresa responsável por venda de entradas no estádio do Morumbi.

Reprodução
Cobranças sobre reuniões para tratar das torcidas organizadas
Cobranças sobre reuniões para tratar das torcidas organizadas

 

Comentários

E-mails, entrevista, jogo contra a Lusa na China: O que dirigente cobrou do São Paulo

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.