SP, Rio, Minas? Não, único estado que pode subir time em todas as divisões é Alagoas

Rafael Valente e Vladimir Bianchini, do ESPN.com.br
Montagem Gazeta Press
Trio de Alagoas: Roger Gaúcho, do CSA; Reinaldo, do Asa; e Bismarck, do CSA
Trio de Alagoas: Roger Gaúcho, do CRB; Reinaldo, do Asa; e Bismarck, do CSA

Esqueça a força financeira e política de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Quem têm chance de conseguir acesso em todas as divisões do Campeonato Brasileiro são clubes de um Estado menos abastado no futebol. Trata-se de Alagoas, que pode terminar 2016 com promoção em todos os níveis.

A começar pelo atual campeão do estado: o CRB. O time alvirrubro está na briga pelo acesso para a primeira divisão desde as primeiras rodadas da Série B.

Já integrou o G-4 do acesso e foi até vice-líder. A situação atual não é tão confortável, pois está na oitava posição com 40 pontos, mas a apenas dois atrás do Londrina, quarto colocado.

O CRB tem como destaques o jovem atacante Luidy, pretendido por Vasco e Santos, e artilheiro do time com seis gols marcados. Mas tem atletas conhecidos e experientes no grupo, como o atacante Zé Carlos (ex-Cruzeiro), o goleiro Julio Cesar (foi campeão da Copa do Brasil pelo Santo André) e o meia  Gerson Magrão (ex-Sporting, Santos e Cruzeiro).

Divulgação CRB
Jogadores do CRB reunidos após empate com o Bahia, no estádio Rei Pelé
Jogadores do CRB reunidos após empate com o Bahia, no estádio Rei Pelé

O treinador desde o começo do ano é Mazola Junior, 51, que venceu o alagoano deste ano. O comandante tem experiência também. Começou em 2009 no Ituano. Depois teve passagens por Sport, Ipatinga, Bragantino, Cuiabá, Paysandu, entre outros.

Um dos morivos do sucesso do CRB neste ano é de ordem financeira. O principal patrocinador da equipe é Caixa Econômica Federal, que estampa sua marca na camisa. O investimento da estatal é de cerca de R$ 1 milhão.

O clube conta também com apoio de diversas empresas locais, além do Governo de Alagoas e da Prefeitura de Maceió. Com isso tem um orçamento bem equilibrado.

Se conquistar o acesso será histórico. A última vez que o CRB disputou a primeira divisão foi em 1984. Desde então já jogou 23 vezes a Série B e seis vezes a Série C, sendo que em 1988 e 1990 não jogou nenhuma divisão nacional.

Veja os gols do empate por 2 a 2 entre CRB e Bahia 

FIRME E FORTE NA TERCEIRONA

O ASA, sete vezes campeão alagoano e conhecido pela mascote ser um fantasma, está caminhando bem na Série C do nacional, com chance de acesso.

A equipe se classificou na quarta posição da fase de grupos de forma dramática com um empate diante do ABC-RN. Ficou com a última vaga nas quartas de final.

Divulgação ASA
Torcedores do ASA fazem a festa na Série C nacional
Torcedores do ASA fazem a festa na Série C nacional

Agora terá dois jogos eliminatórios contra o Guarani, líder do grupo que reuniu times das regiões sul e sudeste. Se passar, já estará na próxima edição da Série B.

O técnico do ASA é Paulo Foiani, 39, campeão estadual pelo clube como volante. Ele começou a carreira de treinador e 2013 e tem passagens por Marcílio Dias-SC, Toledo-PR,Operário-PR, Cascavel-PR, Camboriú-SC, Juazeirense-BA e Jacuipense-BA.

Um dos principais detaques atuais do ASA é o atacante Reinaldo Alagoano, artilheiro do time com oito gols. Outros nomes conhecidos são os do zagueiro Williames José (irmão do atacante Willian José) e do volante Ramalho (campeão da Copa do Brasil pelo Santo André e também campeão do Brasileiro pelo São Paulo).

Entre os apoiadores do clube estão a prefeitura de Arapiraca, uma concessionária de veículos, uma empresa de telefonia local, Unimed e Perucaba Bairro Planejado, um empreendimento imobiliário na cidade.

SE REERGUENDO NA QUARTA DIVISÃO

O CSA é o maior campeão alagoano, com 37 conquistas, e disputou 12 vezes a Série A do Campeonato Brasileiro. Depois de passar por uma grande crise, perder vaga em todas as divisões nacionais e até mesmo ser rebaixado no estadual, o clube está se reerguendo. 

Divulgação CSA
Jogadores do CSA comemoram campanha na Série D nacional
Jogadores do CSA comemoram campanha na Série D nacional

Sob o comando de Oliveira Canindé, treinador campeão da Copa do Nordeste com o Campinense em 2013 e do Campeonato Potiguar de 2014, a equipe chegou até a final da Série D contra o Volta Redonda, já com o acesso para a terceira divisão nacional.

No caminho, a equipe eliminou Parnahyba, Altos-PI, Ituano-SP e São Bento-SP.

Tem no elenco o meia Didira (ídolo do ASA), além dos atacantes Jonatas Obina (ex-Atlético-MG) e Marcelo Nicácio (ex-Bahia e Atlético-MG). O goleador da equipe e vice-artilheiro da Série D é o atacante Cleyton, com oito gols marcados.

Divulgação CSA
Torcedores do CSA na partida contra o São Bento-SP
Torcedores do CSA na partida contra o São Bento-SP


Com um orçamento baixo, o CSA-AL tem patrocínio da prefeitura de Alagoas, supermercado Camponesa, além do Carajá Home center, loja de produtos para casa.

Comentários

SP, Rio, Minas? Não, único estado que pode subir time em todas as divisões é Alagoas

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.