Terapeuta, atleta chega sozinho, mais de 1min depois de rivais e emociona Engenhão

Thiago Cara, do Rio de Janeiro (RJ), para o ESPN.com.br
Reprodução/TV
Ebbe Blichfeldt chegou mais de um minuto depois que rivais nos Jogos do Rio
Ebbe Blichfeldt chegou mais de um minuto depois que rivais nos Jogos do Rio

Os oito outros competidores já iam deixando a pista do Engenhão, quando o dinamarquês Ebbe Blichfeldt cruzou a linha de chegada na primeira bateria das eliminatórias dos 5000m masculinos T54, prova para cadeirantes, dos Jogos Paralímpicos do Rio 2016.

Foram mais de um minuto de diferença entre ele e o oitavo colocado, o sul-coreano Gyu Dae Kim - 11min42s20 e 10min37s92, respectivamente. Nada que impedisse, porém, uma vitória para Blichfeldt: o público brasileiro foi ao delírio com sua persistência.

O dinamarquês, de 33 anos, completou quase uma volta inteira sozinho na pista e foi apoiado, de pé, em cada centímetro por quase todos os presentes no estádio, que foram ao delírio quando ele, enfim, cruzou a linha de chegada. Ele retribuiu com um sorriso amarelo...

"É um grande público aqui no Brasil, já meu próprio desempenho é mais discutível", brincou, em declaração a jornalistas de seu país. "Normalmente, eu posso correr com os outros caras, mas a temporada foi muito longa. Usei muita energia para me classificar", seguiu.

Blichfeldt não estava entre os favoritos a uma medalha na prova, mas, de fato, não é tão inferior aos demais competidores. Na temporada, por exemplo, ele tinha tempos melhores que o de três rivais de sua bateria. Já a melhor marca de sua carreira é 10min08s37.

Além de atleta, Blichfeldt é também terapeuta ocupacional. Começou nas corridas com cadeira de rodas em 2001, para seguir com sua vida depois que ficou paraplégico - ele foi diagnosticado com um tumor aos 13 anos, que fez pressão contra um nervo de sua espinha.

Brasil conquista sete medalhas nesta sexta-feira nos Jogos Paralímpicos

Atualmente, ele vive na Suíça, onde tem melhores condições de treino e ainda trabalha em um hospital em Zurique. No Rio, ainda competirá no 1500m T54, na qual espera melhor resultado do que nesta sexta. O carinho da torcida, ao menos, Blichfeldt já conquistou.

Comentários

Terapeuta, atleta chega sozinho, mais de 1min depois de rivais e emociona Engenhão

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.