Após igualar Cielo e Borges, Isaquias samba no pódio, dá volta olímpica e enlouquece

Diego Garcia, do Rio de Janeiro (RJ), para o ESPN.com.br
Getty
Isaquias Queiroz comemora medalha de bronze no pódio do C1 200m no Rio
Isaquias Queiroz comemora medalha de bronze no pódio do C1 200m no Rio

Isaquias é uma das sensações da Olimpíada do Rio de Janeiro. Pouco depois de igualar nomes como Cesar Cielo e Gustavo Borges como brasileiro recordista de medalhas em uma única edição dos Jogos, ele enlouqueceu.

Idolatrado pelo público presente na disputa da canoagem na Lagoa Rodrigo de Freitas, o atleta foi chamado de "lindo", de "guerreiro", e se empolgou.

Em cima do pódio, ele sambou após receber a medalha de bronze do C1 200m, para delírio dos brasileiros, que gritavam seu nome em coro.

E não parou por aí. Enlouquecido por mais uma conquista, o canoísta deu a volta olímpica em frente às arquibancadas, correndo e mostrando a medalha aos torcedores.

De quebra, ganhou até um Chapolim com a roupa do Brasil de presente de um torcedor.

Mais uma medalha para Isaquias! Brasileiro da canoagem conquista o bronze na C1 200m

"Me sinto muito feliz por ganhar essas medalhas em um esporte que o Brasil não tinha ainda. É um privilégio", afirmou.

Além de Borges (1996) e Cielo (2008), Isaquias igualou feitos de Afrânio da Costa e Guilherme Paraense, que consquistaram duas medalhas no tiro nos Jogos de 1920.

"Estou muito feliz. Para errar em uma prova de 200m e mesmo assim levar o bronze tem que ser muito bom", comemorou o brasileiro.

"Quero agradecer todo mundo que torceu por mim, essa medalha é para a Bahia", finalizou.

Comentários

Após igualar Cielo e Borges, Isaquias samba no pódio, dá volta olímpica e enlouquece

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.