Iraniano eliminado no levantamento de peso diz ter sido vítima de decisão política

André Linares, do Rio de Janeiro (RJ), para o ESPN.com.br
Getty
Behdad Salimikordasiabi bateu o recorde no arranco e depois foi eliminado no arremesso
Behdad Salimikordasiabi bateu o recorde no arranco e depois foi eliminado no arremesso

Depois de bater o recorde mundial no arranco, o iraniano Behdad Salimikordasiabi foi eliminado no arremesso da final da categoria acima de 105kg do levantamento de peso. Emocionado e tentando secar as lágrimas após deixar a competição, ele criticou bastante a arbitragem e afirmou acreditar ter sido vítima de uma decisão política.

"Eles não querem que o Irã ganhe mais medalhas de ouro. Já temos duas e não querem que tenhamos três. Isso é um problema. Isso é político. Não é um esporte limpo, é sujo", afirmou Salimikordasiabi.

O iraniano de 26 anos conquistou o ouro na Olimpíada de Londres. Diante da frustração no Rio de Janeiro, ele ainda não sabe se terá vontade de lutar pela vitória mais uma vez em Tóquio, daqui a quatro anos. 

"Pode se que eu me aposente. Mas pode ser que isso me deixe mais forte para voltar e pegar minha medalha de ouro", declarou. 

O ouro desta prova no Rio de Janeiro ficou com o georgiano Lasha Talakhadze, que obteve uma pontuação geral de 473 kg e estabeleceu um novo recorde mundial.

O armênio Gor Mynasian, com 451 kg, e o também georgiano Irakli Turmanidze, com 448 kg totais, fecharam o pódio.

Comentários

Iraniano eliminado no levantamento de peso diz ter sido vítima de decisão política

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.