Aprende, francês! Após fazer história, Isaquias se rende a rival: 'Tem muito mais nível que eu'

Jean Santos e Helvídio Mattos, do Rio de Janeiro (RJ), para o ESPN.com.br
Getty
Isaquias com o alemão Brendel após a prova desta terça-feira
Isaquias com o alemão Brendel após a prova desta terça-feira

Um show de humildade! Foi o que Isaquias Queiroz deu minutos depois de ter feito história na manhã desta terça-feira ao conquistar a primeira medalha olímpica da canoagem para o Brasil, de prata. O baiano se rendeu ao alemão Sebastian Brendel, que acabara de tê-lo batido e ficado com o ouro, e, sem querer, deixou uma bela lição para o francês Renaud Lavillenie.

"A prova foi boa, não sei como me saí, vou ver depois no vídeo. Controlei no começo junto com o alemão, forcei um pouco, mas no final o alemão cresceu para vencer. O alemão tem muito mais nível que eu, ainda tenho 22 anos", disse o baiano de 22 anos da pequena Ubaitaba.

Na noite de segunda, Lavillenie, recordista mundial do salto com vara, foi surpreendido pelo brasileiro Thiago Braz, ficou com a prata e saiu disparando contra o comportamento da torcida brasileira que o vaiou em vários momentos no Estádio Olímpico. Inconformado com o segundo lugar, até se comparou a Jesse Owens, o lendário velocista negro que fez história em Berlim-1936 ao peitar o ditador Adolf Hitler contra a "supremacia ariana".

Isaquias, que teve de tirar um rim quando criança após cair de uma árvore, fez o oposto. Preferiu exaltar um adversário de altíssimo nível.

Apesar da expectativa criada, o brasileiro não era o mais cotado para o ouro na C1 1.000m, categoria na qual Brendel, 28 anos, é o atual campeão mundial e em que subiu ao lugar mais alto do pódio em Londres-2012. Já no Rio, na eliminatória, segunda, o alemão fora o melhor no geral, com Isaquias em segundo.   

O melhor do baiano é na C1 500m, prova em que é bicampeão mundial, mas não está no programa olímpico. Para quem não acompanha tanto a modalidade canoagem de velocidade, C significa canoa e K, caiaque. A quantidade de metros é a distância a ser percorrida.

Cataratas do Niágara inspiram canoagem do Brasil: Isaquias Queiroz supera acidentes e até sequestro 

Insaciável, Isaquias já projetou ganhar mais duas medalhas nas águas da Lagoa Rodrigo de Freitas, no Estádio da Lagoa, na C1 200m e na C2 1.000m, esta última ao lado do companheiro Erlon de Souza.

E tem um motivo especial para isso, cumprir a promessa que fez para a mãe, dona Dilma. "Ele me prometeu levar três medalhas para casa", disse a senhora, muito asseddiada pela imprensa após o feito de seu filho.    

Givago Ribeiro analisa 'prata com gostinho de ouro' de Isaquias e projeta bons resultados na canoa dupla

Isaquias já até tem lugar para guardá-las. "É uma medalha linda, mas quero guardar mais duas no meu cofre lá na Bahia. Minha família saiu de longe para ver esse feito histórico."

Veja o melhor da Olimpíada de 2016 nos canais ESPN e no ESPN.com.br . Além disso, acompanhe toda a cobertura direto do Rio de Janeiro no seu celular, tablet ou computador pelo WatchESPN!

Comentários

Aprende, francês! Após fazer história, Isaquias se rende a rival: 'Tem muito mais nível que eu'

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.