Por um ótimo motivo, russo não curtiu plenamente seu segundo pódio no Rio

Guilherme Nagamine, do Rio de Janeiro (RJ), para o ESPN.com.br
Getty
Denis Abliazin durante premiãçãoo das argolas nos Jogo de Olímpicos do Rio
Denis Abliazin durante premiação das argolas nos Jogo de Olímpicos do Rio

O hino da Grécia tocou, a festa por Arthur Zanetti foi feita, e os atletas medalhistas nas argolas saíram para falar com a imprensa. Mas ao contrário do brasileiro e do campeão olímpico Eleftherious Petrounias, Denis Ablyazin não foi para o mesmo lado.

Seu caminho após levar o bronze foi outro: a área de concentração dos atletas que disputariam o salto.

A diferença do fim da premiação para o começo da outra competição não passou de dez minutos.

E Ablyazin fez uma boa prova: levou a prata, só atrás do norte-coreano Se Gwang Ri.

Mas ele não se desconcentrou. Como?

"Eu estava no pódio, com a medalha, mas na minha cabeça já estava no salto", afirmou na zona mista de imprensa.

"Isso [duas medalhas seguidas] mostra que o trabalho que eu vim fazendo nos últimos quatro anos não foi em vão. Significa que eu posso ganhar medalha para mim e para o meu país, então significa muito", concluiu ele. 

As disputas da ginástica se encerram nesta terça-feira, com as finais da barra fixa, das barras paralelas (as duas no masculino) e o solo para mulheres.

No total, Abliazin soma três medalhas no Rio:além da argolas e do salto, ele se tornou prata por equipes. 

Veja o melhor da Olimpíada de 2016 nos canais ESPN e no ESPN.com.br . Além disso, acompanhe a toda a cobertura direto do Rio de Janeiro no seu celular, tablet ou computador pelo WatchESPN!

Comentários

Por um ótimo motivo, russo não curtiu plenamente seu segundo pódio no Rio

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.