'Não sou a próxima Bolt ou Phelps. Sou a 1ª Simone Biles', dispara ginasta após dois ouros

Bianca Daga, do Rio de Janeiro (RJ), para o ESPN.com.br
Simpática, confiante e multicampeã: em 1ª Olimpíada, Simone Biles chega como fenômeno da ginástica

"Não sou a próxima Usain Bolt ou Michael Phelps. Sou a primeira Simone Biles."

Primeira e única. Foi assim, com essas palavras , que Simone Biles comemorou sua segunda medalha de ouro no Rio de Janeiro, nesta quinta--feira.

Em sua primeira Olimpíada, aos 19 anos, já é considerada a maior ginasta de todos os tempos. Todos os dias na Arena Olímpica tem escutado comparações com os astros do atletismo e da natação.

Mas ela é só ela. Depois de conquistar o título com a equipe dos Estados Unidos, há dois dias, Simone Biles pendurou no pescoço sua primeira medalha pessoal em Olimpíadas e foi dourada, no individual geral, prova que coroa a mais completa da ginástica artística.

A fera guardou o melhor para o final. Depois de passar por salto, assimétricas e trave - aparelho em que pediu revisão de pontos - com notas mais baixas que o esperado, deixou os torcedores brasileiros extasiados com seus 15.933 no solo.

Olhou para cima, viu seu nome no topo da lista de 24 competidoras e chorou. "Tudo me atingiu de uma vez só naquele momento. Vinha sonhando com isso já dois anos. É surreal, disse em entrevista coletiva depois do título.

O primeiro capítulo da nova lenda da ginástica mundial está escrito.

Comentários

'Não sou a próxima Bolt ou Phelps. Sou a 1ª Simone Biles', dispara ginasta após dois ouros

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.