Após quase abandonar o judô, Rafaela Silva rebate críticos: 'Mostrei que posso estar entre as melhores'

Guilherme Nagamine e Ricardo Zanei, do Rio de Janeiro (RJ), para o ESPN.com.br
Rafaela Silva conta história de tatuagem e se surpreende com repercussão de medalha

Campeã da categoria leve nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Rafaela Silva fez um desabafo na zona mista do judô. Após ter sido muito criticada por sua eliminação em Londres-2012, a carioca disse que a vitória desta segunda-feira mostra sua volta por cima e que ela pode estar entre as melhores do mundo.

"Foi a luta da vingança. Depois de Londres eu ia largar o judô. Fiz um trabalho e não abandonei. Estava um pouco desacreditada, falaram que eu era uma incógnita. Agora eu vim e treinei muito. E agora veio o resultado dos meus treinamentos", declarou.

"[Os críticos] disseram que eu era vergonha para a minha família, disseram que eu não tinha capacidade para estar em uma Olimpíada, que era para eu estar em uma jaula, achei que pude mostrar para quem me criticou que estou entre as melhores da categoria e que fui a vergonha da minha família, mas que posso dar alegria para eles", declarou.

Filha de motoboy, 'menina da rua' e da Cidade de Deus: conheça a história de Rafaela Silva

Rafaela também elogiou a torcida, que fez muito barulho durante as suas lutas. "A torcida ajudou muito, fez o estádio tremer. As adversárias sentiram a pressão e eu não podia decepcionar todas as pessoas", declarou.

A judoca também comentou sobre a importância do judô em sua vida. Ela começou no esporte como uma brincadeira. 

"Acho que para as crianças que estão assistindo ao judô, se eu puder ajudar elas com resultado... Alguém que saiu da Cidade de Deus com cinco anos e hoje é campeã mundial e olímpica é inexplicável. E se eles têm um sonho, eles podem acreditar, que pode acontecer."

Amigas e vizinhas de Rafaela Silva se emocionam com conquista do ouro: 'Ela é merecedora'

Segundo o técnico da atleta, Mário Tsutsui, tanto ele como ela visualizaram uma boa chance de ganhar o ouro quando viram que enfrentariam a mongol na decisão.

"A luta complicada foi a semifinal, com a romena, que foi para o golden score. Ela sentiu um pouco o nervosismo de ir para a final. Quando ela passou para a final, a gente viu a mongol ganhando e sentiu que tinha uma chance muito grande de ganhar o ouro. Estudamos uma estratégia de aproveitar as oportunidades. A mongol erra. e Foi isso que aconteceu: a mongol errou e a Rafaela aproveitou o contra-ataque".

Vizinha de Rafaela Silva chorou de alegria e diz que quer praticar judô por causa da medalhista

"A gente esperava que fosse a japonesa que fosse ganhar a luta. Não queríamos a japonesa na final. A mongol a Rafaela já ganhou com mais facilidade. Achamos melhor a mongol, apesar dela ter vencido rápido a semifinal e a Rafaela não. Mas ela se recuperou bem", concluiu.

O judô nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro acontecerá até o próximo dia 12 de agosto, sempre na Arena Carioca 2, na Barra, a partir das 10h. Os canais ESPN transmitem ao vivo o Rio 2016 e você pode assistir a tudo a qualquer hora e de qualquer lugar no WatchESPN.

Comentários

Após quase abandonar o judô, Rafaela Silva rebate críticos: 'Mostrei que posso estar entre as melhores'

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.