Torcida dá show na natação, e brasileiros admitem: é preciso 'tapar ouvidos' por foco

Igor Resende, do Rio de Janeiro (RJ), para o ESPN.com.br
MARTIN BUREAU/AFP/Getty Images
Daynara de Paula 'bloqueou' torcida e foi à semifinal dos 100m borboleta
Daynara de Paula 'bloqueou' torcida e foi à semifinal dos 100m borboleta

O Estádio Aquático nem esteve completamente lotado para as eliminatórias da natação neste sábado, mas já surpreendeu bastante pelo barulho da torcida. As arquibancadas deram um verdadeiro show e empurraram os nadadores brasileiros e até os gringos Adam Peaty e Katinka Hoszu em busca de recordes.

Os nadadores do país, claro, se derreteram em agradecimento à torcida. Mas o mais curioso mesmo foi vê-los admitindo que tiveram até que deixar um pouco o barulho de lado para não perderem o foco.

"É uma coisa indescritível esse público empurrando. Dá um ânimo, um gás a mais. Temos até que dar uma esquecida para não deixar passar", disse João Gomes, classificado para a semifinal dos 100m peito.

"Graças a Deus bloqueei (o barulho) para não ficar muito nervosa. Mas nós último metro me ajudou a dar cada braçada mais forte", completou Daynara de Paula, classificada para a semi dos 100m borboleta.

Mesmo os gringos se surpreenderam com o barulho. "Eu passei muito rápido e quando voltei ouvi o barulho da torcida. Pensei se tinha algum brasileiro na prova, mas não tinha", admitiu Adam Peaty, surpreso com o apoio que recebeu para quebrar o próprio recorde nos 100m peito. A húngara Katinka Hoszu também foi empurrada nos 400m medley, mas acabou não batendo a melhor marca do mundo.

Quem sentiu um pouco mais a ‘pressão' da torcida foi Luiz Altamir. Empurrado pelas arquibancadas, o brasileiro começou com tudo nos 400m livre, mas acabou forçando demais e se cansou no final. Perdeu sua bateria e ficou de fora da disputa por medalhas.

"Eu sei que podia ter ido melhor. A emoção de poder estar aqui em casa e ver o povo torcendo é uma sensação única. Quando pisei atrás do bloco, senti algo que nunca tinha sentido na vida. Infelizmente eu não consegui. Não foi o que eu queria, piorei meu tempo. Mas é isso, tem que cair e levantar quantas vezes forem necessárias. Vou levantar", lamentou o brasileiro.

Comentários

Torcida dá show na natação, e brasileiros admitem: é preciso 'tapar ouvidos' por foco

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.