Após lágrima e 'perdão', espanhol diz que barulho gerou queimada bizarra na natação

Igor Resende, do Rio de Janeiro (RJ), para o ESPN.com.br
Salih Zeki Fazlioglu/Getty IMages
Miguel Duran Navia queimou a largada, mas ganhou nova chance no Rio
Miguel Duran Navia queimou a largada, mas ganhou nova chance no Rio

"Às suas marcas, preparar"... E o espanhol Miguel Duran Navia já estava na piscina para os 400m livre! Foi uma das queimadas mais bizarras dos últimos tempos. Pela regra, ele deveria ser eliminado. Por isso, logo que foi focalizado pelas câmeras, já estava aos prantos.

"Vi o trabalho todo que fiz para estar aqui ir embora", disse.

Mas, espere: o que é que aconteceu para uma queimada tão acintosa?

"Estava um pouco nervoso. Escutei algo e aconteceu o que aconteceu", explicou Navia.

O público rapidamente se comoveu. Se levantou e aplaudiu para dar uma força ao nadador. E a comoção acabou dando resultado. Os juízes deram uma ‘burlada' na regra e resolveram perdoá-la. Navia subiu ao bloco mais uma vez e nadou. Acabou indo mal, terminando em último em sua bateria e ficando de fora da disputa por medalhas.

"Pelo menos pude nadar, me deixaram nadar. Em princípio estava decepcionado comigo mesmo. Depois a concentração não estava como deveria estar, era tudo que poderia dar no momento", continuou explicando-se.

Espanhol protagoniza queimada bizarra, mas é perdoado e nada nos 400m livre

Ele, que já chegou a ser chamado de ‘Phelps de Almendralejo', sua cidade, agora se concentra para disputar o revezamento 4x200m. E espera dias melhores no horizonte.

"Vou estar concentrado, bem. E que não acontece nada!", disse.

Comentários

Após lágrima e 'perdão', espanhol diz que barulho gerou queimada bizarra na natação

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.