Em sete capítulos, 40 anos de rivalidade quente entre Inter e Corinthians

ESPN.com.br
Montagem/Gazeta Press
Inter de Sasha e Corinthians de Bruno Henrique irão se enfrentar neste domingo
Inter de Sasha e Corinthians de Bruno Henrique irão se enfrentar neste domingo

Internacional e Corinthians construíram uma das principais rivalidades no futebol nacional nas últimas décadas. Grandes jogadores, títulos e muita polêmica transformaram a partida entre paulistas e gaúchos em uma das maiores a cada edição do Campeonato Brasileiro.

Neste domingo, os dois clubes entrarão no campo do Beira-Rio para o jogo de número 65 na história do confronto. Até agora, 23 vitórias corintianas, 17 coloradas e 24 empates. Às 16h, o Corinthians tentará recuperar sua confiança com Cristóvão Borges, enquanto que o Inter tentará vencer pela primeira vez desde a 8ª rodada do Campeonato.

Veja, em sete momentos, como a rivalidade entre colorados e corintianos se transformou em uma das grandes do Brasil.

Final do Campeonato Brasileiro de 1976

GazetaPress
Time do Inter que venceu o Brasileiro em 1976
Time do Inter que venceu o Brasileiro em 1976

Internacional e Corinthians chegaram à final do Brasileiro de 76 em momentos diferentes. Com Figueroa e Falcão, o time gaúcho buscava o título pelo segundo ano consecutivo. O clube paulista, por outro lado, ainda tentava vencer o Campeonato pela primeira vez em sua história.

No mesmo Beira-Rio onde os dois se enfrentarão neste domingo, o Inter abriu o placar com gol de cabeça do atacante Dadá Maravilha. No segundo tempo, a polêmica. Valdomiro cobrou falta, a bola bateu no travessão e caiu dentro do gol. O árbitro não confirmou, mas o assistente correu para o meio de campo sinalizando o 2 a 0 colorado. Jogadores reclamaram, parte da torcida invadiu o gramado, mas o título acabou nas mãos do Internacional.

Goleada do Inter em 1992

O Internacional venceu sua primeira Copa do Brasil em 1992 e atropelou o Corinthians no caminho do título.

Os dois times se enfrentaram nas oitavas de final do torneio. No Pacaembu, a equipe gaúcha contou com gol de Márcio Bittencourt - multicampeão pelo Corinthians - para fazer 4 a 0 sobre o time paulista.

No jogo da volta, 0 a 0 no Beira-Rio e Inter classificado para as quartas de final da Copa do Brasil.

A arbitragem e o Brasileiro de 2005

DJALMA VASSÃO/Gazeta Press
Lance de Tinga e Fábio Costa, no jogo de 2005
Lance de Tinga e Fábio Costa, no jogo de 2005

No dia 20 de novembro de 2005, Corinthians e Inter ficaram no 1 a 1 em uma das partidas mais polêmicas dos últimos anos no Brasil. Tévez abriu o placar para os paulistas, Rafael Sóbis empatou para os gaúchos, mas o protagonista foi o árbitro Márcio Rezende de Freitas. 

Com o duelo empatado, Tinga foi derrubado pelo goleiro Fábio Costa, mas o pênalti não foi marcado. Além disso, o volante do Internacional foi expulso pelo juíz por 'simular' a falta. Depois do jogo, Márcio Rezende admitiu: "Vou assumir meu erro e pedir desculpas".

ESPN Classic: o polêmico e decisivo Corinthians x Inter de 2005

Restavam apenas duas rodadas para o final de um Campeonato Brasileiro que já havia sido manchado pela chamada 'Máfia do Apito'. Caso o Inter tivesse vencido o Corinthians, os dois teriam ficado empatados na liderança da tabela, com 77 pontos cada.

Rebaixamento do Corinthians em 2007

Em 2007, Inter caiu para o Goiás, que escapou e empurrou Corinthians para segunda

Inter e Corinthians chegaram àúltima rodada em situações muito diferentes. O time colorado era 8º e não tinha mais chances de vaga para a Libertadores. O alvinegro era 16º e precisava vencer para se garantir na Série A.

Porém, os gaúchos visitaram o Goiás, que brigava direto com os corintianos por permanência na primeira divisão. 

No dia 2 de dezembro, Corinthians e Grêmio empataram em 1 a 1, mas o Goiás bateu o Inter em mais uma partida cheia de reclamações. Aos 20 minutos da segunda etapa, com o placar ainda igual, os goianos tiveram pênalti para bater. Paulo Baier bateu, Clemer defendeu, mas o assistente alegou que o goleiro havia se adiantado. Na segunda cobrança, a mesma coisa. Enfim, a equipe alviverde trocou de cobrador, Élson Falcão fez 2 a 1, e o Goiás venceu, rebaixando o Corinthians.

Final da Copa do Brasil de 2009

MARCELO FERRELLI/Gazeta Press
D'Alessandro se irritou com o zagueiro William
D'Alessandro se irritou com o zagueiro William em 2009

Os dois times se enfrentaram na decisão da Copa do Brasil de 2009, e o Corinthians saiu com o título. 

No primeiro jogo, vitória dos paulistas por 2 a 0 no Pacaembu, com gols de Jorge Henrique e Ronaldo - em lance que causou polêmica, já que os colorados reclamam de uma falta cobrada com bola rolando.

Na polêmica do DVD em 2009, vice do Inter criticou arbitragem e Ronaldo rebateu

Após a partida de ida, o Inter montou um DVD com jogadas polêmicas que teriam beneficiado o clube paulista. A ação virou motivo de chacota para os corintianos, que começaram a ironizar o time gaúcho desde a partida decisiva de 2009, que terminou empatada em 2 a 2.

'Caso Petros', em 2014

O Corinthians já havia registrado o volante Petros na CBF, mas um novo vínculo foi registrado pelo clube em uma sexta-feira, 1 de agosto. Com o prazo de um dia útil para entrar em vigência, o contrato passou a valer apenas na segunda-feira, após o jogo contra o Coritiba - que teve Petros em campo.

O caso foi levado ao STJD, e Inter e Grêmio marcaram presença no julgamento como 'partes interessadas'. O Corinthians foi absolvido, não perdeu pontos e terminou o Brasileiro em 4º, uma posição atrás dos colorados e três acima dos tricolores.

O ocorrido terminou em outra provocação corintiana. Em um telão de sua Arena, aparecia a frase 'Põe no DVD'.

Mascotes em 2014

O Corinthians aproveitou o lançamento dos mascotes da Olimpíada, em 2014, para zombar de Inter e Grêmio. Pela conta oficial do time no Twitter, apareciam as duas figuras dos Jogos, uma em vermelho e outra em azul.

O primeiro dos mascotes tinha escrito 'DVD', lembrando o caso com a equipe colorada, enquanto que o outro levava um '7x1' no peito, falando de Luiz Felipe Scolari, que treinava o grupo gremista na época.

Comentários

Em sete capítulos, 40 anos de rivalidade quente entre Inter e Corinthians

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.