Ex-promessa do São Paulo recebeu prêmio das mãos de lenda do United e hoje joga na Série B

Vladimir Bianchini, do ESPN.com.br
Vipcomm
Alfredo irá disputar Série B pelo Bragantino
Atacante Alfredo foi revelado nas categorias de base do são Paulo

Um dos maiores goleadores da base do São Paulo, Alfredo não teve oportunidades na equipe profissional do Morumbi. Hoje, atuando pelo Luverdense na Série B do Campeonato Brasileiro, ele não esquece quando foi eleito o melhor jogador da tradicional Copa Nike, na Inglaterra.

Jogando no Old Trafford contra gigantes europeus, o jovem recebeu o prêmio das mãos de ninguém menos que Bobby Charlton, uma lenda do Manchester United e campeão mundial de 1966 pela seleção inglesa.

"Foi um momento marcante demais para mim. Infelizmente não deu para falar nada com ele, estava morrendo de nervoso e não sabia falar inglês (risos). Nem agradecer eu sabia à época, que pena. Mesmo assim, foi demais", contou o jogador, ao ESPN.com.br.

O clube do Morumbi deixou para trás times como Everton, Hertha Berlim, Chivas-MEX e Roma, além dos donos da casa. A equipe que ainda tinha Casemiro, Lucas e Rodrigo Caio só caiu na final diante do Barcelona de Sergi Roberto.

Arquivo Pessoal
Alfredo recebe prêmio de Bobby Charlton
Alfredo recebe prêmio de Bobby Charlton

O atacante viajou pelo mundo com a base do São Paulo e ficou impressionado com a África. "Senegal é uma realidade diferente, com situações precárias, mas um povo muito feliz e unido. Foi uma festa, um jogo muito bacana contra a seleção sub-20 deles".

"São Paulo me marcou muito, foi uma crescente na minha vida. Hoje eu tenho que agradecer por tudo. No futebol, eu trabalhei com um dos melhores clubes do Brasil que tem uma estrutura de base. Tecnicamente, eu evoluí demais".

Em seu currículo na base, o centroavante foi campeão da Copa Brasil Japão (2007), bicampeão da Copa Nike Brasil (2006 e 2007). Em 2010, foi campeão da Copa São Paulo de futebol júnior e venceu o Paulista sub-20 - além de ter sido artilheiro com 19 gols marcados. Mesmo assim, Alfredo não fez sequer uma partida pelo time principal.

"Conquistei todos os títulos possíveis no período. Cheguei a ser relacionado para vários jogos no profissional, mas só fiquei no banco. Não sei o que faltou. Futebol é assim. As oportunidades não chegam no momento em que queremos. Quando subi tinham grandes jogadores e eles foram a opção naquele momento", lamentou.

"Essa transição de São Paulo para o profissional foi bem difícil, saí do Morumbi como promessa. Criei uma identificação muito grande e foi meio difícil. Tive que me superar bastante", afirmou.

Maicon Gaúcho/Luverdense
O atacante Alfredo, do Luverdense
Alfredo no Luverdense

O primeiro clube que Alfredo atuou foi o Paulista de Jundiaí, em 2013. "O [técnico] Giba me ajudou demais, tanto dentro como fora de campo. Criamos uma amizade grande, pena que ele morreu".

Depois, ele foi atuar pelo América-RN, quando fez um dos melhores jogos de sua carreira pela Copa do Brasil diante do Fluminense, em 2014. A equipe carioca havia vencido em Natal por 3 a 0.

"A gente eliminou o Flu em pleno Maracanã e isso foi marcante demais. Estávamos perdendo, eu entrei no jogo e fiz dois gols. Conseguimos a virada e ganhamos por 5 a 2".

Assista aos gols de Fluminense 2 x 5 América-RN

Com o destaque no Nordeste, Alfredo foi para o Portimonense-POR, mas demorou a se adaptar e atuou em apenas três partidas. Após receber um convite no começo deste ano do Luverdense, o centroavante decidiu recomeçar no Brasil.

A decisão não poderia ter sido mais acertada: foi campeão, melhor jogador e artilheiro do Campeonato Mato-Grossense (13 gols). Além disso, marcou outros dois gols na Série B do Campeonato Brasileiro e está entre os principais goleadores do país.

"Graças a Deus tudo deu certo. Amadureci muito nos últimos anos depois de viver uma realidade diferente. Aqui tenho uma sequência de jogos como titular e isso me ajudou muito. O [técnico] Júnior Rocha confiou na minha capacidade e deu essa oportunidade. Isso me fez feliz e contente por tudo que passei".

"Estou focado em jogar, fazer gols e ajudar o time crescer e me destacar. Quem sabe voltar um dia ao São Paulo e ter uma oportunidade no profissional depois de anos. Ou ir par um time da Europa, todos sonham com isso".

Assista aos gols da vitória por 3 a 2 da Luverdense sobre o Atlético-GO

O próximo jogo da equipe na competição será na abertura do returno da Série B contra o Joinville, em Santa Catarina (19.08), às 19h30.

Comentários

Ex-promessa do São Paulo recebeu prêmio das mãos de lenda do United e hoje joga na Série B

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.