Em SP, copa de várzea tem Andrés Sanchez como padrinho e quer decisão na Arena Corinthians

Diego Garcia e Rafael Valente, do ESPN.com.br
Divulgação Lajeado
Jogo entre Lajeado e Pérola Negra, em Itaquera
Jogo entre Lajeado e Pérola Negra, em Itaquera

Duzentos e cinquenta e seis times, seis bairros da zona leste envolvidos e seis mil e quinhentos jogadores inscritos. Essa é a Copa Andrés Sanchez, torneio de várzea criado neste ano em São Paulo e que tem o ex-presidente corintiano como 'padrinho'. A ideia de homenagear o cartola vai além da idolatria que nutrem por ele. Os organizadores alimentam o sonho de definir o campeão na Arena Corinthians, em Itaquera, no dia 24 de setembro, e esperam alcançar o objetivo com a ajuda do deputado federal (PT).

"Gostaríamos de fazer a final da Copa na Arena Corinthians ou no Pacaembu. Em ambos os casos esperamos contar com a ajuda do Andrés, nosso padrinho, para conseguir jogar em um dos estádios sem pagar aluguel. Não temos condições financeiras para isso", disse Danilo Camargo, professor de educação física e um dos organizadores do torneio.

"Queremos jogar em um estádio como a Arena porque ela representa a zona leste e também para dar aos jogadores aquele gostinho de pisar pelo menos por uma vez em um campo profissional, sentir como é o clima", completou o professor.

Reprodução Facebook
Um dos jogos da Copa Andrés Sanchez
Um dos jogos da Copa Andrés Sanchez

Sanchez foi consultado antes de ter o nome escolhido para o torneio. Aprovou. Chegou a ser convidado para dar o pontapé inicial, no último dia 2 de julho, mas não pôde comparecer. Ainda assim tem sido informado por seus assessores sobre a disputa.

Em contato com o ESPN.com.br, o ex-presidente corintiano negou que a final será jogada no estádio alvinegro. "Não existe jogo na Arena", garantiu à reportagem.

O superintendente da Arena Corinthians, Lúcio Blanco, também negou que vá ocorrer a decisão de uma Copa de várzea no local: "Desconheço essa informação", decretou.

No entanto, o desejo de fazer a disputa final em Itaquera está presente até no cartaz de divulgação do torneio. Mesmo sem a certeza de que poderá mandar o jogo final lá, o pôster tem um logo muito parecido com o da Arena Corinthians e uma imagem do estádio.

O departamento jurídico do clube alvinegro informou à reportagem desconhecer o torneio. Mas não soube informar se houve autorização de alguém da agremiação para uso da imagem ou se o uso do logo no cartaz ocorre de forma indevida.

Além do nome de Andrés Sanchez, a Copa de futebol de várzea também traz uma foto do ex-deputado estadual Luiz Moura, que foi expulso do PT em 2014 por suspeitas de ligação com a facção Primeiro Comando da Capital (PCC). O caso ainda é investigado.

"Procuramos o Luiz Moura também pelo vasto conhecimento dele na várzea, sobre tudo na região que ela está acontecendo. Lembro bem que na Cidade Tiradentes, Guaianases e divisa de Ferraz de Vasconcelos, o Luiz Moura, quando deputado estadual, desenvolveu em seu mandato um projeto chamado Esporte Social para atendimento a 5.000 crianças e adolescentes carentes, tirando essas crianças do ociosidade e dando a elas a oportunidade de praticar o esporte. Achamos nele uma boa referência do lado social. Então pedimos que ele indicasse algumas equipes para a competição", explicou o professor Camargo.

Reprodução
Cartaz da Copa Andrés Sanchez de várzea
Cartaz da Copa Andrés Sanchez de várzea

CUNHO SOCIAL

Segundo Camargo, a Copa Andrés Sanchez tem um objetivo social. A ideia é dar oportunidade para os moradores da zona leste. Ele cita como exemplo a parceria feita com a Faculdade Drummond, que fica na Penha.

"Eles custeiam o campeonato e em troca os alunos dos cursos de Educação Física, Gestão Esportiva e outras áreas fazem estágio conosco. Eles trabalham na beirada do campo e ajudam na organização dos jogos, como mesários, preenchendo as súmulas. Os estagiários tem uma ajuda de custo e somam horas complementares, exigência para a formação. Além disso, os jogadores que jogam a Copa podem ter de 70% a 100% de bolsa de estudos na Faculdade".

A idade dos jogadores do torneio é variada. Há jovens, veteranos e até ex-atletas participando, segundo Camargo. Ao todo, 20 campos de várzea da zona leste são usados.

Reprodução Facebook
Um dos jogos da Copa Andrés Sanchez
Um dos jogos da Copa Andrés Sanchez

Os bairros que participam são São Mateus, Cidade Tiradentes, Guaianases, Itaquera, São Miguel/Ermelino Matarazzo e Itaim Paulista.

Os times foram liberados de pagar a taxa de inscrição, mas arcam com R$ 120 por jogo referente à taxa de arbitragem. 

Os 256 times foram divididos em 64 grupos, cada um com quatro clubes, e os três primeiros se classificam para as fases seguintes. Os primeiros colocados vão disputar a Série Ouro, como se fosse a primeira divisão, enquanto os segundo colocados jogam a Série Prata, e os terceiros colocados a Série Bronze. Cada um jogará a final da sua divisão/série em 24 de setembro - ainda em local indefinido.

Comentários

Em SP, copa de várzea tem Andrés Sanchez como padrinho e quer decisão na Arena Corinthians

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.