Após Copa América e a um mês da Olimpíada, Martino pede demissão da Argentina

ESPN.com.br
Para Mauro, saída de Martino é 'efeito da profunda crise do futebol argentino'

Após o vicecampeonato da Copa América, e a um mês dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, a seleção argentina está sem treinador. Nesta terça-feira (05), Gerardo "Tata" Martino renuciou o cargo de técnico.

A decisão foi tomada após longa reunião com Cláudio Tápia, vice-presidente da federação local. Pesou a derrota para o Chile, bem como situação complicada da Associação de Futebol Argentina (AFA), que inclui até mesmo o atraso de salários. O ponto final veio com a dificuldade em montar a equipe para a Rio 2016.

Martino havia apresentado uma lista com 57 nomes para a equipe olímpica, mas logo a reduziu para 35. Desses nomes, porém, já é certo que 18 atletas não terão liberação de seus clubes para virem ao Rio de Janeiro, deixando apenas 17 disponíveis. Em entrevista à Rádio Mitre, Gerardo Werthein, presidente do Comitê Olímpico Argentino, afirmou que "há 50% de chance de que a seleção argentina não apresente uma equipe para os Jogos Olímpicos", aproveitando para criticar a falta de reação da AFA.

Sob chuva, argentinos vão às ruas pedir pelo 'fico' de Messi na seleção

Martino chegou ao comando da seleção para substituir Alejandro Sabella, após o vice na Copa do Mundo de 2014. Em sua passagem foram 29 jogos, sendo 19 vitórias, sete empates e apenas três derrotas, com 66 gols pró e 18 contra. A Argentina chegou à final das últimas duas edições da Copa América, perdendo ambas para o Chile, nos pênaltis. Nas Eliminatórias para 2018, os argentinos ocupam a terceira posição com dois pontos a menos que Equador e Uruguai.

Campeão do mundo em 86 dirigirá time nos Jogos Olímpicos

Horas depois da saída de Martino, a AFA confirmou Julio Olarticoechea como treinador da equipe olímpica na Rio 2016. Aos 57 anos, ele foi campeão mundial em 1986 com a Argentina e estava comandando interinamente a seleção sub-20.

Comentários

Após Copa América e a um mês da Olimpíada, Martino pede demissão da Argentina

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.