Santos pagou quase R$ 3 milhões da venda de Geuvânio a intermediário

ESPN.com.br com agência Gazeta Press
Gazeta Press
Santos pagou quase R$ 3 milhões da venda de Geuvânio a intermediário
Santos pagou quase R$ 3 milhões da venda de Geuvânio a intermediário

Entre as 15 páginas do balancete apresentado pelo Conselho Fiscal santista na noite desta quinta-feira, em reunião do Conselho Deliberativo, na Vila Belmiro, o órgão apontou questionamentos e desaprovou a relação que a atual gestão do clube, comandada pelo presidente Modesto Roma Júnior, tem tido com intermediários diante de pagamentos relativos a direitos de imagem, luvas, venda ou renovação de atletas do Santos.

O documento apresentado, que se refere ao primeiro trimestre do ano vigente, revelou o pagamento de R$ 2.942.214,00 milhões a empresa Lets Goal Empreendimentos e Participações por causa da venda de Geuvânio ao Tianjin Quanjian, da China, em janeiro deste ano.

O negócio todo foi fechado em cerca de 11 milhões de euros. O Santos, à época dono de 35% dos direitos econômicos do atacante, recebeu exatos R$ 17.162.915,00 milhões. O grupo de investimentos Doyen Sports detinha 35%, e os empresários do atleta, 30%.

Além disso, um membro conselho Fiscal participou da reunião que culminou na transferência de Geuvânio em uma noite que Modesto Roma Júnior teve problemas de saúde e precisou ser hospitalizado. Ainda assim, esse membro do CF relatou que nenhum representante da empresa Lets Goal esteve presente na tal reunião do desfecho.

O fato chamou atenção, principalmente diante do valor repassado pelo clube. Mas, a administração não atendeu as solicitações do Conselho Fiscal para que fossem apresentados documentos que comprovassem e dimensionassem a empresa Lets Goal. Nesta quinta, porém, o presidente santista se defendeu alegando que, apesar de repudiar os intermediários, tais pagamentos são inevitáveis.

Veja gols de Jonathan Copete, novo reforço do Santos

"Eu acho que são gigolôs. São aproveitadores. Tenho falado isso há muito tempo. Infelizmente, é a regra do jogo. Eu gostaria de trazer jogadores sem pagar nenhuma comissão. Mas a comissão é instituída, é legal, é contratual. E se não pagar a comissão, não vem jogador. Essa é a regra. Infelizmente. Se vocês me disserem 'não pague', pode ter certeza que eu vou obedecer e vou ser muito comportado. Mas vamos assumir a responsabilidade de não ter jogador também. De não vender nem comprar jogador", disse o mandatário.

Vanderlei faz sequência de defesas incríveis e lembra 'milagre' de Rodolfo Rodriguez em 1984

Previsão de déficit de R$ 20 milhões

Em outros pontos do relatório, a folha de pagamentos do clube aumentou em 38.9% em relação ao mesmo trimestre de 2015. Passou de R$ 4.244 milhões para R$ 5.860 milhões. E, em um cálculo simples do CF diante de todas as contas apresentadas, foi anunciada uma previsão de déficit de R$ 19.752 milhões para dezembro, caso não apareça alguma receita extraordinária.

O balancete também chama atenção para o aumento expressivo de gastos com autônomos. Eram 144 contratados no trimestre de 2015 e agora são 218. 114,29% a mais.

Gabriel revela propostas de clubes europeus que o agradam: 'Vai se resolver logo'
Comentários

Santos pagou quase R$ 3 milhões da venda de Geuvânio a intermediário

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.