Espanha perde pênalti, leva virada da Croácia e encara a Itália logo nas oitavas da Euro

Francisco De Laurentiis, de Bordeaux (FRA), para o ESPN.com.br
Getty
Kalinic comemora após empatar o jogo para a Croácia
Croácia conseguiu virada espetacular e complicou Espanha na Eurocopa

A Espanha se deu mal na busca pelo terceiro título seguido da Eurocopa. Nesta terça-feira, a equipe comandada por Vicente Del Bosque perdeu um pênalti e levou a virada da Croácia, sendo derrotada por 2 a 1 em Bordeaux e caindo para a vice-liderança do grupo D, enquanto os vitoriosos croatas avançaram no primeiro posto.

O resultado foi péssimo para a "Fúria", que, como segunda colocada, caiu na "chave dos gigantes" que está se formando nos mata-matas. Agora, os atuais bicampeões irão duelar logo de cara com a Itália, na próxima segunda-feira, em Saint-Denis. Também estão desse lado da chave França, Inglaterra e Alemanha.

Os croatas, por sua vez, ganharam "moleza", caindo do outro lado, no qual estão times de menos tradição, como Polônia, Suíça e País de Gales. O próximo rival será o terceiro colocado dos grupos B, E ou F.

Parecia, aliás, que os ibéricos venceriam a partida facilmente, depois que Morata marcou logo aos 7 minutos e igualou Gareth Bale na artilharia da Euro. Só que o time xadrez foi valente e buscou a igualdade com um belo tento de calcanhar marcado por Kalinic, no último minuto da primeira etapa.

Getty
Sergio Ramos perdeu pênalti na derrota espanhola
Sergio Ramos perdeu pênalti na derrota espanhola

Foi a primeira vez que a Espanha levou um gol em Eurocopas desde 10 de junho de 2012, quando Di Natale marcou para a Itália em cima da Roja. Desde então, foram 735 minutos sem ser vazada.

A "Fúria", aliás, ainda perdeu um pênalti, com Sergio Ramos, na metade do segundo tempo, em lance muito contestado pelos croatas. Só que os espanhóis também reclamaram da adiantada absurda do goleiro Subasic para fazer a defesa. Erro duplo do árbitro Bjorn Kuipers, em tarde muito confusa.

O castigo veio nos minutos finais de jogo, quando Perisic arrancou pela esquerda e chutou forte, dando a virada e a liderança aos croatas, que caíram na chave mais fácil da Euro e jogaram a Espanha para os leões. Vai pegar fogo na França!

INÍCIO AVASSALADOR, OLÉ E SUSTO

Como de hábito, a Espanha começou a partida controlando a bola e dando exibição de seu toque refinado. Não demorou para achar um buraco na marcação e marcar.

Aos 7 minutos, David Silva puxou para o meio e deu ótima enfiada para Fábregas, que tirou do goleiro com um toque por cobertura. Livre na pequena área (e em posição regular), Morata só escorou para dentro, igualando o galês Bale na artilharia da Euro.

O domínio era tanto que, aos 10 minutos, a torcida espanhola já começou a gritar "olé" a cada vez que a "Fúria" tocava a bola. Iniesta comandava o meia, auxiliado por Fábregas, Busquets e Silva.

Só que os "olés" acordaram a Croácia, que de boba não tem nada. Aos 12, Sergio Ramos cometeu erro infantil na saída de bola e entregou para Kalinic, que avançou e disparou uma bomba de fora da área. Para sorte de Ramos, De Gea fez boa defesa e espalmou.

Só que o próprio De Gea cometeu outra falha bisonha no minuto seguinte, dando de bandeja para Rakitic. Da entrada da área, o meia do Barcelona deu um lindo toque por cobertura, a bola viajou, viajou, viajou e... bateu no travessão, e depois na trave. O camisa 7 não acreditou!

Depois disso, no entanto, a Espanha voltou a controlar a partida. David Silva, com um chute forte defendido por Subasic, e Nolito, batendo mascado, criaram mais duas boas oportunidades para o time de Vicente Del Bosque.

SEM CONFUSÃO E EMPATE CROATA

Chegou, então, a marca de 30 minutos, momento em que hooligans da Croácia haviam prometido fazer confusão, como jogar sinalizadores e rojões no campo. Com a polícia posicionada bem em frente às arquibancadas, no entanto, nada aconteceu.

Os fãs de xadrez, aliás, se animaram depois de verem que sua equipe não estava morta em campo. Com o toque de bola refinado de Rakitir e a disposiçãp de Perisic e Kalinic, os comandados de Ante Cacic tentavam uma reação em Bordeaux.

O empate quase veio aos 38, depois que Perisic apareceu de surpresa na área após cruzamento e cabeceou com perigo, por cima da meta de De Gea, inflamando os croatas.

Só que a Espanha quase matou a partida no lance seguinte, depois que Morata recebeu ótima enfiada de bola de Nolito. O atacante da Juventus tinha tudo para sair na cara de Subasic e escolher o canto para finalizar, mas dominou de canela e deixou a bola escapar nas mãos do goleiro.

E, quem não faz, leva. No último minuto do tempo regulamentar, Perisic fez ótima jogada pela esquerda e cruzou. Rakitic e Busquets não alcançaram, mas Kalinic, esperto, deu um bonito toque de calcanhar para igualar.

Foi o quarto gol de calcanhar em uma Euro, depois dos feitos pelo iugoslavo Milosevic, pelo sueco Ibrahimovic e pelo inglês Welbeck.

JOGO ABERTO, COM POLÊMICA E VIRADA!

Na volta do intervalo, a "Fúria" retornou mais ligada. Logo aos 2 minutos, Juanfran aproveitou sobra e bateu forte de fora da área, assustando os rivais. Pouco depois, Silva lançou Jordi Alba, que cruzou para Morata chegar finalizando com perigo.

A Croácia respondeu com três lances de perigo em sequência. Rakitic cobrou falta venenosa, afastada por Sergio Ramos. No escanteio, De Gea teve que tirar de soco para salvar seu time. Depois, em bate rebate, a bola sobrou para Pjaca, que emendou uma bicicleta, tirando tinta da trave. A torcida xadrez se animou e cantou alto.

A equipe xadrez seguiu em cima, e viu seus fãs reclamarem muito aos 17 minutos, depois que Pjaca fez bela jogada e caiu na área. A torcida alvirrubra rugiu pedindo a penalidade, assim como o meio-campista, mas o árbitro mandou o lance seguir.

Aos 21, foi a vez da Espanha voltar a assustar. Depois de boa cobrança de escanteio, Sergio Ramos subiu no terceiro andar e cabeceou forte. A bola tirou tinta da trave.

Na sequência, hora de muita polêmica. David Silva caiu na área e o árbitro viu empurrão de Vrsaljko, que levou até cartão amarelo: pênalti para a Roja. O lateral croata reclamou muito, já que, de fato, não fez nada no lance. Na cobrança, Sergio Ramos bateu forte, mas o goleiro Subasic, muito adiantado, defendeu. Novamente, Bjorn Kuipers errou e não mandou voltar.

E, assim, o defensor do Real Madrid "ajudou" a Espanha a alcançar uma marca ruim na história da Euro: é a seleção que mais perdeu pênaltis em todos os tempos: cinco.

Quando parecia que o duelo terminaria empatado, Perisic arrancou pela esquerda e chutou forte, dando a virada aos croatas e jogando a Espanha para o duelo contra a Itália nas oitavas. David Silva ainda teve chance de empatar no último lance, mas a zaga salvou milagrosamente. Em seguida, o árbitro apitou fim de jogo em Bordeaux.

FICHA TÉCNICA
CROÁCIA 2 x 1 ESPANHA

Local: Estádio de Bordeaux, em Bordeaux (França)
Data: 21 de junho de 2016, terça-feira
Horário: 16h (horário de Brasília)
Público: 37.245 torcedores
Árbitro: Björn Kuipers (HOL)
Assistentes: Sander van Roekel e Erwin Zeinstra (ambos HOL)
Cartões amarelos: Srna, Perisic, Rog e Vrsaljko (CRO)

GOLS
CROÁCIA: Kalinic, aos 44 minutos do primeiro tempo, e Perisic, aos 40 minutos do segundo tempo
ESPANHA: Morata, aos 7 minutos do primeiro tempo

CROÁCIA: Subasic; Srna, Corluka, Jedvaj e Vrsaljko; Badelj, Rog (Kovacic), Pjaca (Cop), Perisic (Kremaric) e Rakitic; Kalinic Técnico: Ante Cacic

ESPANHA: De Gea; Juanfran, Piqué, Sergio Ramos e Jordi Alba; Busquets, Fábregas (Thiago Alcântara) e Iniesta; David Silva, Morata (Aduriz) e Nolito (Bruno Soriano) Técnico: Vicente Del Bosque

Comentários

Espanha perde pênalti, leva virada da Croácia e encara a Itália logo nas oitavas da Euro

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.