Atacante da Rússia diz que culpa das brigas da Eurocopa é de torcedores da Inglaterra

Francisco De Laurentiis, de Paris (FRA), com agência AFP
EFE/EPA/GUILLAUME HORCAJUELO
Policia Marselha Inglaterra Russia Euro-2016 13/06/2016
Conflitos em Marselha deixaram vários feridos na semana passada

O atacante Fedor Smolov, da Rússia, saiu em defesa dos torcedores de seu país e disse que eles só entraram em brigas com os fãs ingleses em Marselha, na semana passada, durante a primeira rodada da Eurocopa, porque foram provocados pelos britânicos.

Ao todo, três russos foram presos pelos conflitos, que promoveram um rastro de destruição pela cidade do sul fra Fança. Já no sábado, 20 ultras foram deportados de volta para a Rússia, incluindo o presidente da Associação de Torcedores do país, Alexander Shprygin.

"Quero que os torcedores sigam nos apoiando. Já sobre as brigas, há muitos vídeos que foram colocados na internet e mostram claramente que foram os ingleses que os provocaram", disse Smolov.

A Rússia enfrenta País de Gales nesta segunda-feira, precisando vencer de qualquer maneira para ainda ter esperança de se classificar para as oitavas de final. No entanto, o país pode ser eliminado da competição pela Uefa caso seus fãs voltem a promover violência dentro dos estádios, como aconteceu após o jogo contra a Inglaterra, no Vélodrome.

Por isso, Smolov pediu para que os ultras briguem em outro lugar.

Violência na Euro: Membro da Federação Russa diz que 'Homens precisam saber como se defender'

"Essas coisas não devem acontecer nas arquibancadas. Se as pessoas querem ir com a intenção de brigar, elas devem brigar em outro lugar, e não dentro do estádio", afirmou.

Na Rússia, os casos de violência durante a Euro estão sendo levados até com bom-humor e ironias do presidente Vladimir Putin. Em um fórum econômico em São Petersburgo, o presidente disse que as cenas de violência são uma "desgraça", mas aproveitou para cutucar: "Não entendo como 200 torcedores nossos conseguiram dar uma surra em milhares de ingleses", brincou, arrancando risadas.

Brigas entre hooligans já provocaram 323 prisões desde o início da Eurocopa

Segundo o técnico Leonid Slutsky, as chances de acontecerem brigas em Toulouse, onde Rússia e País de Gales jogam na segunda, são pequenas.

"A desordem e a violência já ficaram no passado, porque muitas medidas foram tomadas pela autoridads depois da partida em Marselha", salientou.

Comentários

Atacante da Rússia diz que culpa das brigas da Eurocopa é de torcedores da Inglaterra

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.