Conheça o lateral da Espanha que corre mais rápido que Bolt e que o Barça quer 'resgatar'

Francisco De Laurentiis, de Paris (FRA), para o ESPN.com.br
David Ramos/Getty Images
Bellerin Espanha Coreia do Sul Amistoso 01/06/2016
Bellerín em ação pela seleção da Espanha: mais rápido que Usain Bolt

No futebol, há uma anedota famosa que diz que o jogador X é "tão rápido que consegue cobrar um escanteio e ir para a área cabecear". Isso é impossível, é claro, mas há um atleta na seleção da Espanha - que nesta sexta-feira enfrenta a Croácia, às 16h (horário de Brasília), pela segunda rodada da Eurocopa 2016 - que poderia tentar.

Trata-se de Héctor Bellerín Moruno, 21 anos, lateral do Arsenal. Em abril do ano passado, quando ainda estava surgindo no time principal dos Gunners, ele correu 40m na incrível marca de 4,42s, batendo as marcas dos detentores anteriores do recorde: Theo Walcott e Thierry Henry.

Mais do que isso: ele superou ninguém mais ninguém menos que Usain Bolt, multimedalhista olímpico e homem mais rápido do mundo, que, no dia em que fez o ainda vigente recorde mundial dos 100m rasos (9,59s), fez os 40m iniciais em 4,64s.

Ou seja, Bellerín foi 0,22s mais rápido, o que o daria cerca de 2m de frente sobre o jamaicano caso eles estivessem correndo lado a lado.

É claro que o próprio Bolt tratou de colocar os "pingos nos is".

"Essas histórias me fazem dar risada. Futebolistas são muito rápidos nos primeiros 10, 20m de corrida. É para isso que eles treinam. Eu treino para ser rápido em 100m ou 200m. Nunca ouvi falar de um futebolista que possa correr 100m abaixo de 10 segundos", disparou o astro, ao ser questionado sobre o tema.

O fato é que Héctor Bellerín é rápido, e foi voando pela lateral que ele conquistou a lateral direita do Arsenal, fazendo uma boa Premier League na última temporada e conquistando o direito de estar com a "Fúria" na Euro - ele ganhou a vaga de Carvajal, do Real Madrid, que se machucou pouco antes do início do torneio da Uefa.

Sua estreia pela seleção, aliás, não tem nem um mês. Ele vestiu pela primeira vez a camisa espanhola em amistoso contra a Bósnia, em 29 de maio, e agradou de cara ao técnico Vicente Del Bosque. Tanto é que foi um dos poucos atletas que não foram substituídos na partida, que não tinha limite de alterações.

Na estreia espanhola na Euro (vitória por 1 a 0 sobre a República Tcheca), ele foi reserva, enquanto Juanfran, do Atlético de Madri, foi o titular. Contra a Turquia, nesta sexta, Bellerín deve seguir no banco, mas, dependendo do resultado, pode ter uma chance contra a Croácia, na última rodada da fase de grupos, na terça.

Sua boa fase, aliás, despertou o desejo de um dos maiores clubes do mundo: o Barcelona, que, de acordo com vários veículos, quer o ala como substituto para o brasileiro Daniel Alves, que mudou de ares e foi para a Juventus, da Itália.

EFE/JuanJo Martín
Bellerin Vicente Del Bosque Treino Espanha 09/06/2016
Bellerín conversa com Vicente Del Bosque

Curiosamente, Héctor é catalão e começou a carreira no... próprio Barcelona! Ele treinou em La Masia, o famoso CT da base do Barça, entre 2003 e 2011, mas, em uma história muito parecida com a do meia Cesc Fábregas, foi contratado ainda garoto pelo Arsenal, em 2011, quando tinha 16 anos.

Ele finalizou a base no clube londrino e foi promovido por Arsene Wenger à equipe principal em 2013, passando parte da temporada 2013/14 no pequeno Watford, para ganhar experiência.

Depois, retornou ao Emirates e conquistou a lateral direita, sendo eleito para o time ideal do Inglês em 2015/16 pela PFA (Associação dos Futebolistas Profissionais).

Agora, busca se firmar na "Fúria" para já garantir a convocação para as eliminatórias e para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, quando tem grandes chances de ser titular.

E, se seguir Fábregas, talvez já esteja vestindo azul-grená daqui a dois anos...

FICHA TÉCNICA:
ESPANHA X TURQUIA

Local: Allianz Riviera, em Nice (França)
Data: 17 de junho de 2016, sexta-feira
Horário: 16h (horário de Brasília)
Árbitro: Milorad Mazic (Sérvia)
Auxiliares: Milovan Ristic e Dalibor Djurdjevic (ambos SER)

ESPANHA: De Gea; Juanfran, Piqué, Sérgio Ramos e Jordi Alba; Busquets, Fábregas e Iniesta; David Silva, Morata e Nolito Técnico: Vicente Del Bosque

TURQUIA: Babacan; Gönül, Topal, Balta e Erkin; Ínan, Tufan, Çalhanoglu, Özyakup (Volkan Sen) e Arda Turan; Tosun Técnico: Fatih Terim

Comentários

Conheça o lateral da Espanha que corre mais rápido que Bolt e que o Barça quer 'resgatar'

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.