'Cristiano quem?' Islândia segura craque e arranca empate heroico com Portugal na Euro

Francisco De Laurentiis, de Saint-Étienne (FRA), para o ESPN.com.br
Getty Images
Cristiano Ronaldo lamenta chance perdida durante Portugal x Islândia
Cristiano Ronaldo lamenta chance perdida durante Portugal x Islândia

Cristiano Ronaldo tinha chance de fazer história nesta terça-feira, tornando-se o primeiro jogador a marcar em quatro edições diferentes da Eurocopa. No entanto, passou em branco e viu a pequena Islândia colocar seus nome nos livros. Com uma atuação valente, a ilha de 300 mil habitantes arrancou um empate por 1 a 1 com Portugal, na primeira rodada do grupo F, em Saint-Étienne.

Não que CR7 tenha jogado mal. O craque teve atuação regular para boa, e ainda deu assistência para Nani marcar o tento português. Nos minutos finais do jogo, recebeu a bola da partida em sua cabeça, mas testou em cima do goleiro adversário e desperdiçou oportunidade de dar a vitória à sua esquadra.

O atacante também não pôde fazer nada no início do segundo tempo, quando seu compatriota Vieirinha errou na marcação e deixou Bjarnason aparecer livre em suas costas para marcar o tento do empate islandês. Grande resultado para a equipe, aliás, que participa pela primeira vez de uma Eurocopa.

A se comemorar para Cristiano, apenas seu novo recorde: ele chegou a 128 jogos com a camisa lusa e empatou com Luis Figo como atleta que mais vezes atuou pelo país.

Com o placar, a Hungria lidera o a chave F, com três pontos, enquanto lusos e islandeses dividem a segunda posição. Já os austríacos são os lanternas.

Na próxima rodada, Portugal encara a Áustria, no sábado, às 16h (horário de Brasília), no Parc des Princes, em Paris. No mesmo dia, mas às 13h, a Islândia pega a Hungria.

ISLÂNDIA NA PRESSÃO

Muito diferente do que se imaginava, quem começou a partida na pressão total foi a Islândia. Com toque de bola envolvente, a equipe do minúsculo país pressionou Portugal com força durante 16 minutos, e por muito pouco não marcou.

A primeira chance aconteceu logo aos 3 minutos, quando Gilfy Sigurdsson, o craque da equipe, recebeu pela esquerda, driblou a marcação e chutou forte. Rui Patrício deu rebote, que o próprio Sigurdsson chutou, mas o arqueiro luso desta vez agarrou firme.

Depois disso, os islandeses seguiram empurrando os adversários, com apoio de sua fanática torcida, que cantava enlouquecidamente na esperança de um gol histórico.

Só que, aos poucos, os comandados de Fernando Santos foram despertando. O primeiro chute a gol foi sair só aos 17 minutos, depois que Vieirinha fez boa jogada pela direita e arriscou uma bomba de fora da área, para o goleiro Halldorsson defender em dois tempos.

Aí Portugal despertou!

CR7 APARECE, GOL PORTUGUÊS!

Despertou e já em ritmo frenético. Depois de sofrer durante bastante tempo, os lusos resolveram jogar a bola que sabem. A tática é bem conhecida: toca para o Cristiano Ronaldo que ele resolve. E craque que é craque resolve mesmo, como ele fez.

Aos 20, o gajo arrumou ótimo lance pela ponta esquerda e cruzou na medida para Nani, que cabeceou forte, na pequena área, para o chão, como manda a cartilha do centroavante. Ele só não contava que o arqueiro da Islândia fosse fazer um milagre com as canelas e salvar seu país com uma das defesas mais incríveis da Euro até aqui.

Getty Images
Nani celebra o primeiro gol de Portugal na Eurocopa francesa
Nani: gol número 600 da história da Euro

Logo em seguida, foi a vez de Nani servir CR7, que cabeceou firme, com perigo, mas por cima do gol. O tento dos lusos estava madurinho, e não iria demorar a sair.

Aos 30, André Gomes, que vinha fazendo também uma boa partida, tabelou com o ótimo Vieirinha e cruzou rasteiro, na medida, para Nani só chegar batendo de chapa. Explosão de alegria dos lusos, em número bem maior no estádio Geoffroy Guichard.

Foi o gol de número 600 da história da Eurocopa.

E após o gol, a seleção rubro-verde seguiu melhor, quase ampliando com Pepe antes do intervalo. O zagueiro iria chegar em cabeçada fatal, mas a zaga adversária salvou.

DESCUIDO E EMPATE HERÓICO

Na volta do intervalo, a primeira oportunidade boa veio com Cristiano Ronaldo, chutando de esquerda de fora da área, ao lado da meta. No entanto, em um descuido total da defesa portuguesa, a Islândia achou sem gol de empate.

Getty
Bjarnason comemora seu gol, o primeiro da Islândia na história das Euros
Bjarnason celebra o empate

Logo aos 5 minutos, Gudmundsson cruzou da direita, Bjarnason passou nas costas de Vieirinha, que não o acompanhou no lance, e chegou tocando de tornozelo para igualar em Saint-Étienne. Urros de alegria dos fanáticos islandeses.

O gol descontrolou os lusos, que passaram a errar passes em sequência. Irritado, Cristiano Ronaldo chegou a mostrar com gestos como queria receber a bola, que chegava "quadrada".

Para tentar mudar isso, Fernando Santos lançou o jovem Renato Sanches, sensação da temporada pelo Benfica e novo reforço do Bayern de Munique. Logo que ele entrou em campo, Portugal quase ficou à frente de novo: Raphael Guerreiro cruzou e Nani cabeceou tirando tinta da trave.

Depois, Santos ainda arriscou e colocou Quaresma, que se recupera de lesão, para jogar  - o objetivo era poupá-lo nesta primeira rodada. A pressão lusa aumentou, e o próprio Quaresma viu Halldorson fazer ótima defensa em chute forte, dentro da grande área. Depois, aos 36, Cristiano Ronaldo teve sua melhor chance na partida, cabeceando livre na área, mas jogando em cima do goleiro.

Portugal melhorou após as alterações, mas não conseguiu furar o bloqueio islandeses. E o jogo terminou mesmo em empate, com ares de decepção para Cristiano Ronaldo e sua turma, e de feito épico para os habitantes da ilha de 300 mil habitantes.

FICHA TÉCNICA
PORTUGAL 1 x 1 ISLÂNDIA

Local: Estádio Geoffroy Guichard, em Saint-Étienne (França)
Data: 14 de junho de 2016 (terça-feira)
Horário: 16h (horário de Brasília)
Público: 38.742 torcedores
Árbitro: Cüneyt Çakir (TUR)
Assistentes: Bahattin Duran e Tarik Ongun (TUR)
Cartões amarelos: Bjarnason (ISL)

GOLS
PORTUGAL: Nani, aos 30 minutos do primeiro tempo
ISLÂNDIA: Bjarnason, aos 5 minutos do segundo tempo

PORTUGAL: Rui Patrício; Vieirinha, Pepe, Ricardo Carvalho e Raphael Guerreiro; Danilo Pereira, João Mário (Quaresma), João Moutinho (Renato Sanches) e André Gomes (Éder); Nani e Cristiano Ronaldo Técnico: Fernando Santos

ISLÂNDIA: Halldorsson; Saevarsson, Árnason, Ragnar Sigurdsson e Skúlason; Bjarnason, Gylfi Sigurdsson, Gunnarsson e Gudmundsson (Elmar Bjarnason); Bodvarsson e Sigthorsson (Finbogasson) Técnicos: Heimir Hallgrimsson e Lars Lagerback

Comentários

'Cristiano quem?' Islândia segura craque e arranca empate heroico com Portugal na Euro

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.