Polícia francesa detém 43 torcedores russos suspeitos de violência e pode deportá-los

Francisco De Laurentiis, de Paris (FRA), com agência AFP
Ian MacNicol/Getty Images
Russia Torcida Sinalizadores Inglaterra Euro-2016 11/06/2016
Torcedores da Rússia estão sob custódia no sul da França

Um grupo de 43 torcedores da Rússia foi detido e colocado sob custódia policial perto da cidade de Cannes, no sul da França, nesta terça-feira, depois dos atos de violência que foram vistos em Marselha nos últimos dias, antes e depois do jogo contra a Inglaterra, pela primeira rodada da Eurocopa 2016.

Os russos serão encaminhados agora a Marselha, onde deverão comparecer à Justiça.

Caso tenham envolvimento comprovado com as brigas que ocorreram nas ruas da cidade e também dentro do estádio Vélodrome, logo após o apito final do empate por 1 a 1, no último sábado, eles serão deportados, informou o chefe de polícia local, Adolphe Colrat.

Para Corat, no entanto, não há nenhuma dúvida: "Há sinais claros de que alguns participaram da violência inaceitável em Marselha", afirmou.

Os torcedores estavam viajando para Lille, onde a Rússia enfrenta a Eslováquia, nesta quinta-feira. Ao todo, 29 pessoas estão sendo procuradas depois de terem sido identificadas por câmeras de segurança da polícia de Marselha.

Nesta terça, aliás, a Uefa multou a RFU (União Russa de Futebol) em 150 mil euros (R$ 580 mil) e avisou que a seleção será expulsa da Euro-2016 em caso de nova briga de torcida dentro dos estádios da competição.

Em coletiva de imprensa em Lille, onde sua equipe enfrenta a Eslováquia nesta quarta, o técnico da Rússia, Leonid Slutsky, clamou aos torcedores para se comportarem bem.

"Pedimos a todos os torcedores que mostrem bom comportamento, respeitando as regras tanto nos estádios quanto nos lugares públicos", disse.

Já o atacante Dzyuba foi em outra linha, dizendo que está acontecendo um complô por parte da imprensa inglesa para forçar a Fifa a tirar a Copa do Mundo de 2018 da Rússia.

"Eu sinceramente não entendo a reação da mídia britânica, como se os ingleses fossem anjos. (As brigas) foram 50% a 50%", disparou.

"Nós podemos ver as coisas que a mídia inglesa está falando, dizendo que a Copa tem que ser retirada da Rússia", bradou.

A Justiça francesa, por sua vez, responsabilizou os russos pelas brigas que ocorreram em Marselha. Segundo a promotoria da cidade, um grupo de 150 ultras "armados e treinados" foi quem iniciou os conflitos com os ingleses.

Comentários

Polícia francesa detém 43 torcedores russos suspeitos de violência e pode deportá-los

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.