Velejadores espanhóis são assaltados no Rio: 'Experiência muito desagradável'

ESPN.com.br com Agência EFE
Divulgação
Fernando Echávarri e Tara Pacheco, representantes da Espanha na classe Nacra 17
Fernando Echávarri e Tara Pacheco, representantes da Espanha na classe Nacra 17

Dois velejadores e um técnico da delegação espanhola de vela foram assaltados neste sábado no bairro de Santa Teresa, no Rio de Janeiro, palco dos Jogos Olímpicos.

Cinco menores de idade, portando ao menos duas pistolas, abordaram Fernando Echávarri (campeão mundial e olímpico da classe Tornado), Tara Pacheco (campeã mundial na 470) e Santi López-Vázquez, que entregaram todos os seus pertences e saíram ilesos.

Os três estão na cidade para realizar treinamentos prévios à Olimpíada - Echávarri e Pacheco agora fazem parte da classe Nacra 17.

"Eram cinco menores com duas pistolas. De mim, roubaram todo o instrumental de trabalho que levávamos naquele momento. Foi uma experiência muito desagradável", afirmou López-Vázquez à agência EFE.

A Polícia Civil do Rio de Janeiro informou que os ladrões levaram uma bolsa, dinheiro, uma câmera fotográfica e os documentos dos três espanhóis.

Não é a primeira vez que atletas olímpicos são assaltados no Rio: em dezembro de 2014, Hannah Mills e Saskias Clark, da equipe britânica de vela, foram ameaçadas e roubadas com facas quando voltavam de seu treino no Parque do Flamengo.

Comentários

Velejadores espanhóis são assaltados no Rio: 'Experiência muito desagradável'

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.