Há 100 anos, Palestra Itália disputou primeiro jogo oficial de sua história

Gazeta Press
Arquivo
Palestra Italia Primeiro Jogo Palmeiras 13/05/2016
Palestra Itália em seu primeiro jogo oficial

O maior ganhador de títulos nacionais do futebol brasileiro disputou a primeira partida oficial de sua história há exatos 100 anos. No dia 13 de maio de 1916, o Palestra Itália entrou em campo para enfrentar o Mackenzie na estreia pelo Campeonato Paulista e iniciou a trajetória hoje continuada pela Sociedade Esportiva Palmeiras.

Inspirados por recentes excursões de Torino e Pro-Vercelli a São Paulo, Ezequiel Simone, Luigi Cervo, Luigi Marzo e Vincenzo Ragognetti encabeçaram a criação de um clube para congregar a numerosa colônia italiana na capital paulista. Em 26 de agosto de 1914, após reunião com aproximadamente 46 pessoas, nasceu o Palestra Itália.

Outros clubes com o mesmo propósito foram fundados por imigrantes italianos no período, mas sofreram seguidas derrotas nas primeiras partidas, o que desmotivou os associados e culminou com o encerramento precoce das atividades. O Palestra Itália, representado pelas três cores da bandeira do país europeu, procurou seguir outro caminho.

Nos primeiros meses de vida, o novo clube tratou de recrutar atletas e treinar. Para atrair jogadores, a agremiação anunciou os treinamentos por meio do jornal Fanfulla, dedicado aos imigrantes italianos, e promoveu um torneio interno com a finalidade de selecionar os melhores.

Após uma série de treinos no campo da rua Major Maragliano, o Palestra Itália finalmente estreou e ganhou do Savoia por 2 a 0, já em janeiro de 1915, em Sorocaba. Na temporada inicial, o clube disputou apenas três amistosos e três jogos com 15 minutos de duração, pela Taça Caridade.

Na época, a Liga Paulista de Futebol (LPF) e a Associação Paulista de Esportes Atléticos (Apea) disputavam o controle do esporte em São Paulo. Para o recém-criado Palestra Itália, não foi fácil conseguir o direito de disputar o primeiro jogo oficial de sua história.

"O Palestra não tinha obtido ainda um lugar digno da importância conseguida, do desejo e das aspirações de todos os palestrinos, pois que se apresentava sempre mais difícil, se não propriamente impossível, a sua admissão na Apea", afirmou o fundador Luigi Cervo em discurso proferido durante as comemorações do 25º aniversário do clube.

Em 1916, o Scotch Wanderers acabou desfiliado pela Apea por dividir a renda de suas partidas entre os jogadores, algo proibido nos tempos do amadorismo. Com a exclusão da equipe, o Palestra Itália viu a oportunidade de participar do campeonato organizado pela entidade e, para isso, precisou agir nos bastidores.

A Apea costumava usar o campo do Velódromo. Na época, a prefeitura requisitou o terreno para a construção de uma rua e deixou a entidade esportiva em apuros. Em troca de sua inclusão, o Palestra Itália se comprometeu a contribuir financeiramente com a remodelação do Estádio da Floresta - os associados, inclusive, transportaram as antigas arquibancadas do Velódromo ao local.

Na noite de 21 de fevereiro de 1916, em assembleia geral extraordinária, a Apea oficializou a desfiliação do Scotch Wanderers e, por unanimidade, a incorporação do Palestra Itália ao quadro efetivo. Paulistano, Santos, São Bento, Associação Atlética das Palmeiras, Ypiranga e Mackenzie completaram os participantes do Campeonato Paulista, sediado no Estádio da Floresta, na área hoje ocupada pelo Centro Esportivo e de Lazer Tietê.

Há exatos 100 anos, com a Cruz de Savoia no uniforme, Fabbrini, Grimaldi, Bianco, Ricco, Fabbi II, De Biasi, Gobato, Valle II, Vescovini, Bernardini e Severino representaram o Palestra Itália no empate por 1 a 1 com o Mackenzie. Gobato marcou o gol, Ricco foi o capitão e Giuseppe Roberti, o técnico.

O empate diante do Mackenzie, então vice-campeão paulista, foi considerado um bom resultado pelo jovem Palestra Itália. Vescovini, com passagem pelo poderoso Paulistano, e Bianco, ex-jogador do Corinthians, eram os únicos atletas conhecidos da equipe.

Presente na partida contra o Mackenzie, Bianco Spartaco Gambini integra a galeria de ídolos históricos, embora tenha sido campeão paulista pelo Corinthians em 1914. Autor do primeiro gol da vida do Palestra Itália (contra o Savoia), ele ganhou três estaduais pelo clube como jogador e um como técnico. Foi capitão, fez 284 jogos de 1915 a 1929 e defendeu a seleção.

O Palestra Itália terminou a edição de 1916 do Campeonato Paulista na 6ª colocação, à frente apenas da Associação Atlética das Palmeiras. No ponto alto da campanha, a equipe venceu o Santos por 4 a 2 e conseguiu o primeiro triunfo em clássicos de sua história.

Na época, o Palestra Itália vivia um período marcado por seguidas trocas de presidente. Após terminar com o vice estadual nas temporadas de 1917 e 1919, o jovem time conquistou seu primeiro título oficial ao bater o tetracampeão Paulistano na decisão do Paulista de 1920, com Bianco Spartaco Gambini em campo.

Cem anos depois do histórico confronto com o Mackenzie, a Sociedade Esportiva Palmeiras se prepara para uma nova estreia. No Estádio Palestra Itália (hoje Allianz Parque), batizado em homenagem ao clube renomeado em 1942, a equipe enfrenta o Atlético-PR às 16h (horário de Brasília) deste sábado, na 1ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Comentários

Há 100 anos, Palestra Itália disputou primeiro jogo oficial de sua história

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.