Bauza lamenta expulsão e promete falar com Centurión sobre cusparada

Gazeta Press
Bauza: 'Não estou satisfeito. Temos que melhorar mais'

A expulsão do argentino Centurión deixou o técnico Edgardo Bauza "amargurado". Após a derrota por 3 a 1 para o Toluca, na quarta-feira, o treinador do São Paulo lamentou o cartão vermelho que o jogador recebeu após acertar uma cusparada no rosto de um adversário.

"Vou amargurado com a expulsão do Centurión, porque ele é um jogador útil para time", disse. "Vou falar com ele. Sempre nos falamos, mas não pode ser muito radical. A partida estava muito quente. Teve jogadores que poderiam ter sido expulsos. Como sempre digo, isso é futebol. Tem que saber perder. Quando perdemos, fechamos a boca e fomos para o vestiário", acrescentou.

Centurión admite erro e pede desculpas por expulsão; Kelvin reconhece atuação ruim

O vermelho recebido por Centurión fará com que ele desfalque o São Paulo no jogo de ida das quartas de final da Libertadores, contra o Atlético-MG, no Morumbi. A pena, contudo, poderá aumentar para até seis jogos se a Conmebol seguir à risca o regulamento da competição. Um gancho nesse molde faria o jogador perder o restante da Libertadores.

Assim como agiu no caso de Calleri, expulso após um tumulto no empate por 1 a 1 com o Strongest, em La Paz, o São Paulo deverá traçar uma estratégia para desqualificar o ato de Centurión. O clube terá de conseguir acesso à súmula para rebater a justificativa do árbitro colombiano Wilson Lamouroux e tentar minimizar uma possível suspensão. Não há uma data certa para a audiência ser realizada.

Comentários

Bauza lamenta expulsão e promete falar com Centurión sobre cusparada

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.