Com golaço e 'fortaleza' defensiva, Atlético bate Bayern e sai na frente por vaga na final

ESPN.com.br
Getty
Saúl abriu o placar com um golaço
Saúl abriu o placar com um golaço

O Vicente Calderón viveu, nesta quarta-feira, mais um dia de ‘Libertadores'. Com grande festa da torcida, que fez um lindo mosaico e não parou de apoiar, o Atlético de Madri derrotou o Bayern de Munique por 1 a 0.

Saúl foi o autor do golaço que decidiu a partida, aos 10 minutos de jogo. Na segunda etapa, a equipe alemã, que teve a posse de bola por quase todo o confronto, pressionou, mas parou na organização defensiva dos espanhóis, nas defesas do goleiro Oblak e também na trave, como em chute de Alaba.

Agora, o Atlético de Madri joga pelo empate na partida de volta, que ocorre na próxima terça-feira, na Allianz Arena, para avançar à decisão. Se o time de Diego Simeone marcar um gol, os comandados de Guardiola precisam de três para chegar à final. Novo 1 a 0, dessa vez para a equipe bávara, leva o duelo para a prorrogação.

Better Call Saúl

O Atlético começou mostrando quem manda, marcando o Bayern no campo de ataque e não deixando o Bayern sair com tranquilidade. Logo aos 10 minutos, Saúl fez um dos gols mais bonitos da Champions League. O meia passou pelo trio Bernat/Xabi Alonso/Thiago, encarou Alaba e tocou colocado, sem chances para Neuer, que viu a bola bater na trave antes de entrar.

Sorin exalta 'obra de arte' de Saúl e espírito do Atlético; Amoroso critica D. Costa

Logo em seguida, Vidal se aproveitou de bobeira da zaga e quase empatou, mas o zagueiro Giménez salvou. O time alemão, então, passou a ter a bola, mas não conseguia furar o bom sistema defensivo dos mandantes. Coman, grande surpresa da escalação por ter deixado Muller no banco, e Douglas Costa tentavam algo pelos lados, mas não eram efetivos.

Getty
Belo mosaico da torcida do Atlético
Belo mosaico da torcida do Atlético na entrada dos times

Aos 30 minutos, Griezmann foi lançado, ganhou na velocidade de Javi Martínez e bateu, mas Neuer pegou com o pé. Os 70% de posse de bola do Bayern não resultou em nada nos primeiros 45 minutos.

Pressão bávara

O Bayern voltou para a segunda etapa sem mudança de nomes, mas com alteração na atitude. Desde o começo, o time de Guardiola acuou o adversário. Aos 10 minutos, Alaba explodiu o travessão com uma bomba. Em seguida, foi a vez de Oblak defender a cabeçada de Javi Martínez.

A partir daí, Guardiola passou a colocar a artilharia que estava ao seu lado no banco de reservas. Primeiro veio Ribery, em seguida Thomas Muller. Aos 28 minutos, Vidal mandou uma bomba de fora da área e Oblak espalmou.

Simeone: 'Conseguimos impor a forma como queríamos jogar'

O Atlético, contudo, não estava morto, e aos 29 minutos Fernando Torres escapou, cortou Alaba e bateu na trave. Depois disso, foi só manter o bom posicionamento defensivo e esperar o apito final do árbitro Mark Clattenburg.

O Cara do Jogo

ESPN.com.br
Cara do jogo - Saúl
Cara do jogo - Saúl

Jovem de 21 anos, titular do Atlético de Madri há pouco e cria da base Colchonera. Saúl Niguez não se apequenou em frente aos gigantes, deixou Xabi Alonso, Thiago Alcántara e Bernat para trás e, com Alaba a sua frente, tocou com categoria sem chances para Neuer. Um golaço, que deixa o time de Diego Simeone com grandes chances de ir à final. Além disso, Saúl ainda criou outros lances e foi efetivo na marcação sem descanso realizada pela sua equipe.

Comentários

Com golaço e 'fortaleza' defensiva, Atlético bate Bayern e sai na frente por vaga na final

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.