Pacaembu celebra Fla-Flu e espera Palmeiras e Corinthians para sobreviver

Rafael Valente e Vladimir Bianchini, de São Paulo (SP), para o ESPN.com.br
Getty
Pacaembu receberá clássico entre Flamengo e Fluminense, neste domingo
Pacaembu receberá clássico entre Flamengo e Fluminense, neste domingo

Jogos do Campeonato Paulista e da Copa Libertadores, clássico entre São Paulo e Palmeiras e agora um Flamengo x Fluminense. O ano de 2016 tem sido muito bom para o Pacaembu. Em três meses, o estádio já recebeu em partidas oficiais a mesma quantidade total de jogos de toda a temporada passa. Neste domingo, com o confronto carioca (às 16h, de Brasília), o local vai superar a marca, com a 12ª partida. 

Dos 11 jogos disputados neste ano, oito foram realizados pelo São Paulo, que escolheu o estádio como casa enquanto não conclui a reforma do gramado no Morumbi. O Santos já jogou duas vezes e o Palmeiras uma - no início do ano, quando o Allianz Parque ainda passava por obras no gramado e não estava liberado.

O São Paulo continuará usando o Pacaembu até o final deste mês. São pelo menos mais dois jogos. A previsão é retornar ao Morumbi em abril - o que dependerá da conclusão da obra de drenagem no estádio. O Santos já sinalizou para a Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação que pretende mandar outras partidas no local, inclusive do Brasileiro, repetindo a estratégia de prestigiar a torcida da capital paulista.

Érico Leonan/saopaulofc.net
Treino do São Paulo no Pacaembu, em fevereiro
Treino do São Paulo no Pacaembu, em fevereiro

Mas o Pacaembu também contará com o Palmeiras e o Corinthians para 'sobreviver' nesta temporada. O time alviverde confirmou na última semana que fará mais duas partidas no local: Red Bull, dia 24, e Rio Claro, dia 31, ambos duelos pelo Campeonato Paulista. As datas coincidem com shows que serão realizados no Allianz Parque.

O Corinthians, por sua vez, já tem acordado realizar de cinco a sete partidas em agosto deste ano. O time não manda seus compromissos no estádio municipal desde 2014, ano em que inagurou a casa própria. O período reservado neste ano corresponde ao tempo que a equipe cederá a Arena de Itaquera para as partidas de futebol dos Jogos Olímpicos - serão quatro jogos do torneio masculino e seis da disputa feminina, entre 6 e 19 de agosto. 

A diferença do Corinthians para os rivais é que o clube do Parque São Jorge ficará isento de pagar aluguel para a prefeitura. Segundo Celso Jatene, que comanda a Secretaria Municipal de Esportes, a isenção faz parte de um acordo com a prefeitura.

"O Pacaembu não vai cobrar aluguel do Corinthians porque é uma contrapartida oferecida pela Prefeitura, uma vez que o Corinthians cedeu o estádio dele para a Ollimpíada. Ainda assim será importante para o Pacaembu voltar a ter jogos do clube, assim como é importante o Palmeiras, que, por conta dos shows no Allianz, deve usar mais o estádio", disse Jatene, em entrevista por telefone, para a reportagem.

Também não estão descartados eventos, como ocorreu no ano passado. O Pacaembu recebeu jogos da seleção brasileira de rugby e jogos de empresas, que neste caso pagavam para usar o gramado, os vestiários e outras instalações do estádio.

O orçamento aprovado pela Prefeitura para manutenção do estádio é de R$ 9 milhões, independentemente da quantia arrecadada com jogos e eventos. 

No ano passado, o Pacaembu recebeu 11 jogos profissionais, sendo cinco pelo Paulista, dois pelo Campeonato Brasileiro, um pela Copa do Brasil e outro pela Série C nacional. Houve ainda jogos da seleção brasileira feminina, além da final da Copa São Paulo de futebol júnior - algo que ocorre todos os anos. Foram ainda 15 eventos coorporativos.

Getty Images
Estádio do Pacaembu já recebeu 11 jogos na atual temporada
Estádio do Pacaembu já recebeu 11 jogos na atual temporada

FUTURO DO PACAEMBU

Paralelamente aos jogos, o futuro do Pacaembu também está em discussão. A Secretária Municipal de Esportes prevê para o final deste mês a convocação de duas audiências públicas para definir o processo de concessão do estádio.

Há dois projetos para serem discutidos. Um deles é da Fundação Casa Azul e o outro é de um consórcio formado pelas empresas Fernandes Arquitetos, SBP do Brasil e Projetos-Empresa Brasileira de Engenharia de Infraestrutura.

O projeto do consórcio formado pelas empresas Arena Estádios-AGR Projetos-Castello Branco, Lobosco e Gama Advogados foi rejeitado no início deste ano por não se adequar ao desejado pela pasta.

SERGIO BARZAGHI/Gazeta Press
Rogério em ação no clássico entre São Paulo e Palmeiras, no Pacaembu
Clássico São Paulo x Palmeiras, no Pacaembu

Para convocar as audiências públicas, a Secretária aguarda autorização formal do Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico), o que deve acontecer na próxima semana. A pasta já tem autorização do Conpresp (Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo). Ambos os órgãos cuidam da preservação de imóveis tombados no Estado de São Paulo.

Somente com a autorização do segundo órgão é que as audiências serão convocadas via "Diário Oficial". A ideia da Secretária é realizar uma delas no Pacaembu e a outra na Câmara Municipal de São Paulo, em abril - mês de aniversário do estádio.

Além do projeto de modernização do estádio, será discutido e aprovado também um plano de negócio para administração do local. Quem assumir cuidará do Pacaembu pelas próximas duas décadas.

Comentários

Pacaembu celebra Fla-Flu e espera Palmeiras e Corinthians para sobreviver

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.