Joia mais disputada do mercado deixa apenas R$ 3 milhões nos cofres do Figueirense

Marcus Alves, do ESPN.com.br
Reprodução/Instagram
De malas prontas: Clayton deixa Florianópolis após oito anos
De malas prontas: Clayton deixa Florianópolis após oito anos

Sonho de consumo de nove em cada dez clubes no Brasil, Clayton teve o seu futuro definido na última segunda-feira. Em reunião que se arrastou por mais de oito horas, em Florianópolis, o Atlético-MG levou a melhor e fechou com o atacante pelos próximos quatro anos. Ao todo, o time alvinegro desembolsará US$ 3,6 milhões (R$ 14,2 milhões) por 50% dos direitos econômicos. O Figueirense, seu clube, receberá apenas R$ 2,84 milhões.

O jovem jogador de 20 anos é considerado uma das maiores promessas do país.

Até por isso, surpreende a cifra tão reduzida que os catarinenses terão direito no negócio.

Conforme mostrado pela reportagem do ESPN.com.br anteriormente, Clayton era 'dividido' da seguinte forma: 30% Alliance (empresa que pertencia ao presidente Wilfredo Brillinger e que foi rebatizada de SM2, com seus filhos como sócios), 20% Eduardo Uram, 15% pai dele (Biro), 15% Jorge Machado, 10% Figueirense, 10% BMG.

Os números são confirmados pelas partes.

De acordo com informação encaminhada pelo agente Jorge Machado, que cuida da carreira de Clayton, foram vendidos na transação com o Atlético-MG os 30% da Alliance, os 10% do BMG e os 10% do Figueirense.

A princípio, o pai do novo reforço do Galo, Biro, contava com 30%, mas, em 'acordo de cavalheiros' com Machado, ficou acertado que esse percentual seria dividido em duas partes e administrado por uma empresa do próprio empresário, com cada um ficando com 15%.

Clayton, Robinho e Cazares: Mário Marra mostra como Atlético-MG pode escalar os novos reforços

Os dois e o carioca Eduardo Uram ainda mantêm, assim, os 50% restantes em um negócio futuro.

Existe expectativa de estreia de Clayton no próximo sábado, contra o URT, pelo estadual.

O time comandado pelo uruguaio Diego Aguirre irá emprestar também até três nomes para o Figueirense. A pedida inicial dos catarinenses foi feita pelo meia-atacante Dodô e o centroavante Rafael Moura.

Para concluir o mercado, o Atlético-MG trabalha para fechar com um zagueiro e um atacante de área.

Comentários

Joia mais disputada do mercado deixa apenas R$ 3 milhões nos cofres do Figueirense

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.