Perto de estrear, Lugano não se acha ídolo e vê 'dolorido' São Paulo em construção

Patrick Mesquita, de São Paulo (SP), para o ESPN.com.br
Lugano: 'É mais fácil recuperar os três pontos no Santiago Bernabéu que em La Paz'

Ídolo da torcida do São Paulo, Diego Lugano deve estrear com a camisa tricolor neste domingo, às 17 horas (de Brasília), contra o Rio Claro, pelo Campeonato Paulista. Feliz com a chance de entrar em campo novamente pelo clube, o jogador disse na manhã desta sexta-feira (19) que não se considera ídolo do time e afirmou que o elenco tricolor ainda está em construção.

Lugano foi relacionado pela primeira vez pelo técnico Edgardo Bauza para o jogo de domingo. No entanto, o treinador ainda não definiu o time que começa a partida.

"Não me considero ídolo. Nenhum jogador sozinho pode mudar a história de um time, nem para o bem e nem para o mal. Sempre trabalho coletivo, de todos. O São Paulo não está com a estima baixa, está dolorido. Acreditamos que temos um elenco forte, mas não é super qualificado. Caso sejamos campeões e com resultados podemos falar de um time de mais qualidade. Somos um time em construção e ter humildade para melhorar em todos os aspectos, físico, tático, mental. Temos que melhorar para sermos campeões e estamos neste caminho", disse em entrevista coletiva nesta sexta-feira. 

Caso realmente aconteça no fim de semana, o retorno do uruguaio acontece em um momento conturbado no clube, que vem de duas derrotas em jogos importantes - Corinthians, pelo Campeonato Paulista, e The Strongest-BOL, pela Libertadores.

Mesmo sem saber se vai jogar mesmo ou não no domingo, o zagueiro não escondeu a ansiedade por voltar a vestir a camisa tricolor, ainda mais na reta final da carreira. 

"Estou muito ansioso. Tive um treinador que disse que quando você fica mais velho, só fica mais ansioso porque sabe que tem pouco tempo. Estou feliz por vestir o manto sagrado. É por isso que estou aqui. Se eu não tivesse este desejo, não voltaria. É algo significativo na minha vida", afirmou.

Arnaldo explica a 'greve de silêncio' que dividiu o vestiário do São Paulo

Lugano também falou sobre a expectativa do torcedor do São Paulo. De acordo com o uruguaio, nenhum jogador sozinho é capaz de mudar a história do time. 

"Que joguem a responsabilidade que quiser. Agora se é real ou não, é diferente. Se quiserem jogar isso, eu aceito. A derrota de quarta foi dura. Não podemos deixar de acreditar e evoluir. Para isso, precisamos de todo mundo", analisou. 

Lugano chegou ao São Paulo em janeiro, após um longo período de negociações entre o clube paulista e o Cerro Porteño-PAR. Desde então, tem trabalhado para ganhar massa muscular e entrar em condições de jogo.

A campanha da torcida para trazer o ídolo de volta aumentou no início de dezembro, no jogo de despedida de Rogério Ceni. Após a partida, a diretoria tricolor intensificou os eforços para repatriar o atleta.

Comentários

Perto de estrear, Lugano não se acha ídolo e vê 'dolorido' São Paulo em construção

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.