'Rei do Gado' do Fla estreou contra o Flu aos 16 e 'salvou' estreia de Roberto Carlos

Leonardo Ferreira, do ESPN.com.br
Gazeta Press
Bruno Mezenga Flamengo Futebol Brasileiro Gazeta Press
Bruno Mezenga foi revelado pelo Flamengo aos 16 anos de idade

Em 2005, em Volta Redonda, um garoto magro e muito alto de apenas 16 anos entrava em campo para sua primeira aparição profissional com a camisa do Flamengo. Apesar de adolescente, o atacante Bruno Ferreira Mombra Rosa chegou pressionado a estrear logo diante do Fluminense, maior rival rubro-negro.

O jogo acabou 1 a 1 e ele até não fez muita coisa, mas serviu para, ao menos, iniciar a caminhada de Bruno, que ficou conhecido ainda no futsal flamenguista como "Mezenga" por conta de outros dois 'xarás' no time e da novela global da época, o "Rei do Gado", cujo personagem principal era estrelado por Antonio Fagundes.

"Eu tava indo bem na base e acho que tava entre os melhores atacantes das categorias de base. Tive a oportunidade de ir para a seleção (sub-17) e o Flamengo precisava de atacante, tava para cair no Brasileiro e me chamaram para integrar o profissional. Aí, foi pouco a pouco, treinando e tive a oportunidade de jogar logo", disse, em entrevista exclusiva ao ESPN.com.br.

Quatro anos depois, após alguns empréstimos para Fortaleza, Macaé e Orduspor-TUR, o atacante teve a oportunidade de retornar ao elenco que tinha Dejan Petkovic, Zé Roberto, Adriano Imperador e outros grandes jogadores que se sagraram campeões do Brasileiro após uma grande arrancada.

Gazeta Press
Bruno Mezenga Vagner Love Flamengo Futebol Brasileiro Gazeta Press
Bruno Mezenga fez amizade com Vagner Love

"Cheguei no meio de 2009, fiquei alguns jogos no banco, contra o Corinthians, que foi importante, e pra mim foi muito bom. O grupo era muito unido e foi isso que consagrou. Era como uma família, se dava muito bem quando o Andrade assumiu e acabou dando certo. A gente conseguiu os resultados e ganhamos os jogos", contou.

E foi com os principais atletas daquele time que Bruno Mezenga fez amizade.

"Eu conversava mais com o pessoal que vinha da base, como Paulo Victor, Welinton, Everton Silva, e com o Adriano e com o Love, que são pessoas sensacionais. Eram jogadores de nome, mas a gente aprendia muito com a humildade e com a forma de trabalhar deles", lembrou.

"Tinha umas resenhas muito boas, principalmete com o (Ronaldo) Angelim, que era muito engraçado por causa do sotaque. Ele contava todo o tipo de piada e sempre ficava engraçado (risos)", completou.

E Mezenga nem sequer esconde a saudade que está do clube que o revelou para o futebol.

"No momento tô muito bem, mas tenho vontade de voltar e poder vestir a camisa rubro-negra futuramente", revelou.

"Salvando" estreia de Roberto Carlos

Após "sumir" em times europeus como Legia Varsovia-POL e Estrela Vermelha-SER, o atacante de 27 anos é titular do Akhisar-TUR, quarto colocado no Campeonato Turco de 2015/16, que levaria o clube à inédita vaga na Liga Europa da próxima temporada.

Divulgação
Bruno Mezenga Akhisar Turquia Futebol Comemora Gol Divulgação
Bruno Mezenga atua no Akhisar-TUR

Muitos não devem se lembrar, mas esse é o mesmo time que Roberto Carlos treinou em 2015. Após sair do Sivasspor-TUR, onde foi premiado o melhor técnico do Nacional, ele chegou ao Akhisar e perdia logo em sua estreia diante do Eskisehirspor, dentro de casa. Eis que Bruno Mezenga cabeceou para empatar o jogo e "salvar" o ex-lateral.

"A gente não vinha muito bem no campoenato e não ganhava havia dois meses. Ai fiz um gol e ele me falou: 'boa, meu garoto. É isso mesmo que a gente vem trabalhando, vamos brigar até o final'. Quando ele chegou, tudo mudou, todo mundo aprendeu muito com ele", lembrou.

"Com certeza o trabalho dele aqui foi muito reconhecido porque veio da Rússia, comandou o Sivasspor aqui na Turquia e depois pegou nossa equipe mal no campeonato e conseguiu chegar entre os dez", completou.

Passou até pela seleção

Bem nas categorias de base do Flamengo, Bruno Mezenga foi premiado com uma convocação para a seleção brasileira sub-17 para disputar o Mundial da categoria, em 2005. Naquele time estavam jogadores conhecidos, como o lateral-esquerdo Marcelo e os meias Anderson e Renato Augusto.

Após passar em primeiro na fase de grupos, o Brasil se classificou à grande final batendo Coreia do Norte e Turquia nas quartas de final e semifinal, respectivamente. Na decisão, o jogo era diante do México, que também tinha atletas conhecidos. No fim, derrota por 3 a 0.

"Foi muito triste, porque a gente sabia que tinha potencial de sermos campeões, ganhava todos os jogos, mas a gente enfrentou uma seleção muito boa, que tinha Giovani dos Santos, (Carlos) Vela, que são jogadores muito bons", recordou.

Comentários

'Rei do Gado' do Fla estreou contra o Flu aos 16 e 'salvou' estreia de Roberto Carlos

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.