Lendário zagueiro da Bulgária semifinalista da Copa de 1994, Ivanov morre aos 50 anos

ESPN.com.br
Getty
Trifon Ivanov em ação pelo Bulgária contra a Grécia na Copa de 1994
Trifon Ivanov em ação pelo Bulgária contra a Grécia na Copa de 1994

A geração da Bulgária dos anos 1990 encantou a muitos no mundo do futebol com nomes como Stoichkov, Letchkov, Penev e Iliev. Para que eles brilhassem, porém, era necessário alguém para fazer o "trabalho sujo", e Trifon Ivanov se notabilizou por isso.

O zagueiro, apelidado de "lobo", morreu na manhã deste sábado, aos 50 anos, por causa de um infarto no miocárdio, segundo revelou o CSKA Sofia, clube do qual é um dos maiores ídolos. Ele estava em casa, na cidade de Veliko Tarnovo, quando passou mal e morreu subitamente.

"No dia de hoje nos deixou um dos lendários defensores do CSKA e do futebol búlgaro, Trifon Ivanov. A direção, comissão técnica, jogadores e todo o pessoal do CSKA expressa seu maior sentimento de pesar à família e aos amigos de Trifon Ivanov. Passará para a história como um dos melhores defensores", escreveu o time da capital.

Quem também citou a morte do defensor foi o Betis, por onde ele atuou de 1990 a 1993. "O Real Betis lamenta profundamente a perda do nosso irreparável jogador Trifon Ivanov. Descanse en paz", escreveu o time de Sevilha no Twitter.

Trifon Ivanov foi revelado pelo Etar Veliko Tarnovo, mas é no CSKA Sofia, onde atuou por seis anos divididos em quatro passagens, no qual fez história, tendo conquistado por três vezes o Campeonato Búlgaro e recebido de ninguém menos do que Stoichkov a braçadeira de capitão. Também se notabilizou pelo Betis e pelos dois grandes rivais de Viena, o Rapid e o Austria, nos anos 1990.

Divulgação
Passagem de bastão: Stoichkov dá a faixa de capitão do CSKA Sofia para Ivanov
Passagem de bastão: Stoichkov dá a faixa de capitão do CSKA Sofia para Ivanov

Pela seleção búlgara, Ivanov atuou em duas Copas do Mundo (1994 e 1998) e uma Euro (1996). Nos Estados Unidos, a Bulgária surpreendeu a todos ganhando da Argentina na fase de grupos e eliminando México e Alemanha no mata-mata, parando apenas na semifinal diante da Itália com a derrota por 2 a 1.

A seleção comandada por Dimitar Penev ainda perdeu na disputa por terceiro lugar para a Suécia, mas a história já estava escrita.

Trifon Ivanov disputou 76 jogos com a Bulgária e anotou seis gols.

Comentários

Lendário zagueiro da Bulgária semifinalista da Copa de 1994, Ivanov morre aos 50 anos

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.