Com Oktoberfest, campeão do mundo e ídolo do Flamengo, time de SC sonha com a Série A

Leonardo Ferreira e Vladimir Bianchini, do ESPN.com.br
Divulgação
Valdir Espinosa e Léo Moura são as grandes estrelas do Metropolitano
Valdir Espinosa e Léo Moura são as grandes estrelas do Metropolitano, de Blumenau

O Campeonato Catarinense é um dos mais equilibrados do país, pois conta com, ao menos, cinco times postulantes ao título: Chapecoense e Figueirense, que disputam a Série A do Brasileiro. Além deles, Avaí, Joinville e Criciúma jogam a segunda divisão nacional e brigam pelo retorno à elite do futebol.

Longe dos holofotes, entretanto, o Metropolitano, criado há apenas 14 anos, tenta "peitar" os grandes do futebol de Santa Catarina e, para isso, fez um projeto ousado para o Estadual.

No comando técnico, Valdir Espinosa, campeão do Mundial de Clubes em 1983 pelo Grêmio, e que estava sem clube desde 2011, quando assumiu o Duque de Caxias-RJ. No meio-campo, Leo Moura, ex-Fluminense, Palmeiras, São Paulo, Vasco da Gama e grande ídolo da torcida do Flamengo, que atuou no time de Zico na Índia, o FC Goa, em 2015.

O grande responsável pelas negociações e as chegadas das estrelas do "Metrô" foi Sidnei Loureiro, gerente de futebol do clube e que trabalhou no Botafogo de 2009 até o ano passado. Para contratar o novo treinador, ele aproveitou a proximidade com Espinosa de longa data.

"Eu tenho uma relação muito bacana com ele, desde os tempos de Botafogo. Conversávamos muito. Ele se afatou um tempo do futebol, queria descansar e já tinha recebido propostas, mas nenhuma delas que agradasse em termos de projeto. Eu pensei no nome dele, conversamos, expliquei como seria e ele gostou. A diretoria aprovou o nome dele e foi uma questão muito mais de filosofia de trabalho do que de dinheiro", garantiu Sidnei, em entrevista exclusiva ao ESPN.com.br.

"Foi uma oportunidade para ele, junto comigo, de estruturar o departamento de futebol, trazer a experiência e o nome dele para o clube. Foi uma sensação muito grande quando o nome dele foi anunciado aqui. Um campeão do mundo dirigindo o Metropolitano... Deu respaldo e credibilidade muito grande. Ele tem a tranquilidade pra desenvolver o trabalho por aqui", completou.

Um dos atrativos para atuar pelo Metropolitano é principalmente a cidade de Blumenau, onde o clube foi fundado e destino de diversos turistas, tanto do Brasil, como do mundo todo.

"O Espinosa gostou muito daqui, é uma cidade maravilhosa, com qualidade de vida muito grande. É muito segura em comparação ao Rio de Janeiro, acolheu a gente com muito carinho e está apoiando muito o projeto do clube. Agora é retribuir esse carinho todo que recebemos deles", explicou.

No caso de Leo Moura, Sidnei garante que a escolha pela sua contratação não passou apenas pela sua imagem e experiência. O meio-campista, que vestirá a 10 do Metropolitano em 2016, foi eleito o segundo melhor jogador do Indiano, marcando dois gols e dando oito assistências pelo clube vice-campeão local.

Divulgação
Oktoberfest é um dos maiores eventos do Brasil
Oktoberfest de Blumenau é um dos maiores eventos do Brasil

"Ele me disse que precisava voltar ao Brasil, que conversaria com a família e veria o que iria fazer. Ele ficou 20 dias e voltamos a conversar. Ele tinha outras propostas, mas acredito que o que fez ele vir para cá foi trabalhar com pessoas de confiança. Teve o aval do Espinosa, que já trabalhou com ele no Flamengo e tem um carinho muito grande por ele. Apresentamos um projeto bacana para ele virar o garoto-propaganda do clube e da cidade, gostou do que foi apresentado e acertou sua vinda", contou Sidnei.

Com contrato, em princípio, até o fim do Campeonato Catarinense, Leo Moura terá sua imagem explorada com ações de marketing, a fim de bombar o programa de sócio-torcedores do "Metrô" que, segundo o próprio diretor financeiro, ainda não é muito bom. O objetivo é render lucros à equipe que ainda pretende disputar a Série D do Brasileirão em 2016.

"A família dele está chegando a Blumenau, já viu escola para os filhos e tudo mais. Está gostando de tudo o que está vendo na cidade e está feliz. Isso é importante. É tudo pensado e estudado dentro da nossa realidade. Nossos jogadores são todo pagos pelo nosso orçamento, não é nada bancado por patrocinadores de fora", garantiu.

Terra da cerveja

Sonho na Série D: Em 2014, Metropolitano apostou em 'promoção de cerveja' para lotar estádio e garantir vaga

Além de ser próxima das mais belas praias de Santa Catarina, um evento em especial atrai os turistas à cidade de Blumenau: a Oktoberfest. A tradicional festa germânica que ocorre todos os meses de outubro e oferece uma gama de marcas de cerveja - em uma das brincadeiras do festival é o Concurso Nacional de Tomadores de Chope em Metro, em que o concorrente deve beber "um metro" de cerveja sem babar.

E a proximidade entre o clube e a festa não poderia dar em outra, senão uma parceria entre eles: a Oktoberfest é uma das patrocinadoras do Metropolitano para 2016.

"É a maior festa da ciadade, nada mais justo que as partes se ajudem. A gente expõe a festa, que é maravilhosa, e recebemos um dinheiro para pagar as contas. É um patrocínio comum. Durante o evento, ainda não temos nenhuma ação específica com eles", afirmou Sidnei.

Estrutura para chegar à Série A

Sidnei Loureiro não esconde de ninguém que o principal objetivo do Metropolitano para os próximos anos é chegar nas principais divisões nacionais. Para isso, o clube conta com uma grande estrutura e com equipamentos de última geração para analisar o desempenho de seus próprios jogadores e dos adversários.

Sidnei Batista / Divulgação
Sidnei Loureiro comanda o futebol do clube
Sidnei Loureiro comanda o futebol do clube

"A ideia é que o 'Metro' cresça a cada ano para que possa disputar tanto a Série B quanto a Série A. Nós conseguimos organizar a estrutura para dar apoio ao departamento de futebol. Trouxemos nutricionista, o clube montou um refeitório dentro do nosso CT. Hoje todos comem aqui. Conseguimos convênio com clínicas locais para fazermos exames dos atletas e o acompanhamento da saúde deles", listou. 

"Ainda temos muitas coisas para conquistar aqui no clube, mas estamos muito satisfeitos com tudo o que temos feito aqui", finalizou Sidnei.

Comentários

Com Oktoberfest, campeão do mundo e ídolo do Flamengo, time de SC sonha com a Série A

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.