Oferta por Jemerson é 'mais alta por zagueiro no Brasil', diz presidente do Atlético-MG

Gazeta Press
Thomas Santos/Agif/Gazeta Press
Jemerson Treino Atletico-MG 05/01/2016
Jemerson durante treino do Atlético-MG

É apenas questão de tempo para que o Atlético-MG acerte a venda de Jemerson para o exterior. Em entrevista à Rádio Itatiaia, o presidente do Galo, Daniel Nepomuceno confirmou que o clube mineiro recebeu duas propostas do futebol europeu pelo zagueiro.

Os clubes interessados seriam o Porto, de Portugal, e o Monaco, da França. Segundo Nepomuceno, ambas as propostas apresentam valores parecidos, que corresponderiam à "maior oferta feita por um zagueiro no Brasil".

"São propostas sérias de dois times de ponta que estão formulando essas ofertas para disputar a Champions League. É a proposta mais alta por um zagueiro, em termos de Brasil. Mas não estou confirmando o valor. Isso é uma questão interna do clube. Mas temos uma proposta oficial", colocou o presidente alvinegro.

A diferença entre as propostas do Porto e do Monaco, em um primeiro momento, consistia no fato de que a diretoria do clube português havia concordado em receber Jemerson apenas após o encerramento da Copa Libertadores. Os dirigentes portugueses, contudo, voltaram atrás da decisão.

Diante disso, o Galo aguarda uma resposta de franceses e portugueses para definir o destino de Jemerson que, nesta terça-feira, sequer participou das atividades na Cidade do Galo. Caso confirme a venda do zagueiro, o Atlético-MG terá direito à 60% do valor da negociação.

Já o jornal francês L'Équipe dá a contratação do defensor como certa pelo Monaco. O diário afirma que o atleta deixa os mineiros nos próximos dias e assinará um contrato por cinco anos. 

Vale lembrar que a janela europeia de transferências fecha no próximo domingo para os principais mercados da Europa - Inglaterra, Alemanha, Itália, Espanha e França. Já em Portugal, os clubes podem contratar novos jogadores até o próximo dia 2 de fevereiro, terça-feira.

Pratto fica, Jemerson sai?

Além de sinalizar com a saída próxima de Jemerson, Daniel Nepomuceno também comentou sobre a situação de Lucas Pratto que, assim como o zagueiro atleticano, tem sido assediado por clubes do exterior.

De acordo com Nepomuceno, a tendência é que o centroavante fique na Cidade do Galo, em virtude da dificuldade de o clube encontrar um substituto à altura no mercado. Quanto à saída de Jemerson, o presidente alvinegro salienta que o Atlético-MG já tem uma peça de reposição no elenco, no caso, o equatoriano Erazo.

"A diferença entre o Pratto e o Jemerson, é que nós conseguimos contratar um zagueiro (Erazo) de nível de Seleção, de alto nível, para contratar nesta janela. Em relação ao centroavante, a busca já foi mais difícil", colocou o mandatário atleticano, que reforçou o desejo da diretoria de liberar jogadores apenas após o término da Copa Libertadores deste ano.

"Existem sim dois clubes para os dois jogadores (Jemerson e Pratto). Estamos fazendo de tudo para conseguir a venda, mas para que joguem a Libertadores. Os empresários do Jemerson conversaram comigo falando do crescimento e que ele precisa sair. Como ele é profissional, também sabe que o Atlético precisa dele para esta temporada. Como está se aproximando o fim da janela europeia, que é domingo, os clubes interessados tem que se pronunciar", ressaltou.