Doyen emprestou R$ 2 milhões ao Santos como 'estratégia' para vender Lucas Lima

Thiago Cara, do ESPN.com.br
Divulgação
Lucas Lima, em apresentação dos novos uniformes do Santos
Lucas Lima, em apresentação dos novos uniformes do Santos

Documentos vazados pelo site "Football Leaks" revelam que a Doyen Sports emprestou 600 mil euros (cerca de R$ 2 milhões na época) ao Santos em julho de 2015 para "garantir prioridade na venda de Lucas Lima", nas palavras do próprio fundo de investimento.

O trecho consta em apresentação financeira da Doyen a seus investidores. Segundo o fundo, o empréstimo realizado em 2015, que serviu para o Santos pagar salários e FGTS atrasados ao atacante Leandro Damião, foi "estratégico".

Os valores recebidos do fundo foram confirmados em demonstração financeira do Santos e também constam em processo na Justiça que a Doyen move contra o clube, segundo o site "Globo Esporte", para receber dinheiro referente à venda de Geuvânio.

Segundo o "Globo Esporte", caso o Santos não pague o empréstimo de 2015, o acordo prevê, com garantia contratual, que a Doyen receba também parte do lucro do clube brasileiro na transferência de Lucas Lima.

Em dezembro de 2014, a Doyen pagou R$ 5,5 milhões para ter direito a 80% dos direitos econômicos do meio-campista. A compra foi feita em dois momentos, primeiro com os 40% pertencentes ao Internacional; depois, mais 40% da Khodor Soccer, do então agente do atleta Edson Khodor.

O contrato entre Santos e Doyen sobre Lucas Lima, também vazado pelo "Football Leaks", prevê que, caso o fundo aceite uma proposta de transferência, em acordo com o jogador, e o Santos negue vender, o clube tem que ressarcir o fundo, pagando equivalente a 80% do valor da oferta.

Os documentos revelam também que, se não vender Lucas Lima até o fim de 2016, o Santos tem que ressarcir a Doyen de seu investimento de R$ 5,5 milhões, com juros de 10% anuais, contando a partir de 2014, totalizando mais de R$ 6,5 milhões.

No contrato, assinado em dezembro de 2014, Santos e Doyen colocam o valor de 4 milhões de euros (R$ 17,6 milhões na cotação atual) como "razoável e valor de mercado mínimo" para uma transferência. Sua multa para o exterior é de 50 milhões de euros (R$ 220 milhões).

Comentários

Doyen emprestou R$ 2 milhões ao Santos como 'estratégia' para vender Lucas Lima

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.