Real Madrid inseriu uma clausula 'anti-Barcelona' na venda de Ozil ao Arsenal

ESPN.com.br com agência Gazeta Press
Getty Images
Ozil brilhou na vitória do Arsenal: são 16 assistências
Ozil faz boa temporada com a camisa do Arsenal

Com medo de se desfazer de um dos seus melhores jogadores e vê-lo em poucos anos brilhando pelo maior rival, o Real Madrid inseriu uma clausula "anti-Barcelona" na venda de Ozil para o Arsenal.  O documento revelado mostra as exigências que os merengues fizeram para vender o seu camisa 10.

Depois do documento da ida de Bale para o Real Madrid, foi a vez da transferência do Ozil para o Arsenal ser vazada. O contrato que a equipe madrilena e os Gunners firmaram pelo meia alemão foi publicado pelo site Footbal Leaks.

A clausula "anti-Barcelona" foi uma das maiores curiosidades do contrato. Se o Arsenal recebesse uma oferta para vender o alemão a uma equipe espanhola, o time inglês deveria comunicar o Real, que teria 48h para exercer preferência sobre a compra.

Além disso, se os londrinos vendessem Ozil por mais de 50 milhões de euros, preço pago pelos ingleses aos espanhóis, 33% desse lucro deveria ir para o time merengue.

Segundo o contrato, o Arsenal pagou 44 milhões de euros pelo alemão, com mais € 6 milhões variáveis - € 1 milhão por cada temporada que os Gunners se classificassem para a fase de grupo da Liga dos Campeões até 2020. Deste valor, € 24 milhões teriam sido pagos no dia 2 de setembro (quando Ozil assinou), € 15 milhões depositados um ano depois e mais € 5 milhões um ano mais tarde.

Ozil foi contratado pelo Arsenal em 2013, meia hora antes do fim da janela de transferências. A negociação foi a mais cara da história do time. O meia alemão já foi campeão da Copa da Inglaterra duas vezes pelos Gunners.

Comentários

Real Madrid inseriu uma clausula 'anti-Barcelona' na venda de Ozil ao Arsenal

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.