Santos busca empate com o Bahia em amistoso comemorativo

ESPN.com.br com agência Gazeta Press
Divulgação EC Bahia
Joel, do Santos, é marcado em jogo contra o Bahia, em Salvador
Joel, do Santos, é marcado em jogo contra o Bahia, em Salvador

A festa pelos 85 anos do Bahia foi quase completa. Neste sábado, o amistoso comemorativo com o Santos terminou empatado por 2 a 2. Gabriel abriu o placar para os paulistas, no primeiro tempo. O Bahia virou o jogo com dois gols de Hernane Brocador, no início da etapa final, mas nos últimos minutos, o Santos igualou o marcador com Serginho.

A partida marcou a apresentação oficial do uniforme e do elenco do Bahia para a temporada de 2016, além de celebrar o aniversário do clube.

Antes de a bola rolar, teve jogo entre o time máster do Bahia e o Ypiranga e show da banda Ara Ketu.

O jogo

A partida começou equilibrada, com as duas equipes marcando forte e dificultando as ações ofensivas do adversário. Os donos da casa controlavam a posse de bola no início e buscavam o ataque, principalmente pelo lado direito. Aos seis minutos, Luisinho fez boa jogada e deixou com Cicinho, que cruzou para a área. A zaga do Santos afastou o perigo, mas a bola sobrou para Danilo Pires, que chutou de primeira. A bola desviou na marcação santista e ficou tranquila para a defesa de Vanderlei.

Divulgação EC Bahia
Hernane fez dois gols para o Bahia no amistoso contra o Santos
Hernane fez dois gols para o Bahia no amistoso contra o Santos

O Santos se fechava na defesa e apostava no contra-ataque. Na marca de sete minutos, Gabriel puxou o contragolpe e acionou Joel, que caiu pela direita. O camaronês cruzou rasteiro para a área e Marcelo Lomba interceptou, mandando para escanteio. Paulinho aparecia na segunda trave pronto para empurrar para o gol.

O Bahia seguia mais presente no campo de ataque, criando oportunidades de marcar. Aos oito minutos, Hernane avançou pelo meio e tocou em profundidade para Luisinho, que se projetou na área. Vanderlei saiu nos pés do atacante tricolor e abafou a jogada. Em outra jogada dos donos da casa, Cicinho recebeu de Luisinho na direita, foi à linha de fundo e cruzou rasteiro. Hernane chegou batendo, mas mandou por cima do gol.

O Santos suportava a pressão do adversário e também chegava ao ataque. Aos 18 minutos, Thiago Maia recebeu pelo meio, se livrou da marcação e chutou no canto de Marcelo Lomba, que defendeu com firmeza. O Bahia respondeu na sequência, com Juninho. O meia arriscou de longa distância e carimbou o travessão de Vanderlei.

O Santos mantinha a estratégia de dar campo ao Bahia e avançar em velocidade nos contra-ataques. Na marca de 21 minutos, Lucas Lima avançou pelo meio e acionou Paulinho na esquerda. O atacante puxou para dentro e bateu forte. Marcelo Lomba fez a defesa. A marcação forte do Santos deu resultado aos 24 minutos, quando Lucas Lima desarmou Paulo Roberto e lançou para Joel, que foi em direção ao gol e, na saída de Lomba, rolou para Gabriel empurrar para o fundo da rede.

O gol sofrido não mudou a maneira do Bahia atuar, que teve duas boas chances de empatar a partida em sequência. Aos 25, João Paulo desceu pela esquerda e cruzou na medida para Juninho, que cabeceou forte buscando o canto esquerdo de Vanderlei. A bola bateu no chão e encobriu a meta alvinegra. Dois minutos depois, Luisinho finalizou de fora da área e a bola passou perto da trave esquerda do arqueiro santista.

O Bahia voltou para o segundo tempo com a mesma intensidade no ataque e rapidamente conseguiu o empate. Logo com três minutos de bola rolando, Hayner passou por Caju, foi à linha de fundo e cruzou para Hernane, que bateu de primeira no canto direito de Vanderlei, que nada pôde fazer para evitar o gol.

A virada do Bahia não demorou a acontecer. Aos nove minutos, Danilo Pires fez jogada individual pela esquerda, invadiu a área e foi derrubado por Caju. O árbitro marcou pênalti. Hernane deslocou Vanderlei na cobrança e colocou o Bahia em vantagem na partida.

O segundo tempo foi marcado por muitas alterações em ambas as equipes, que serviram para os técnicos avaliarem o restante do elenco. Com isso, a partida perdeu em intensidade e não teve tantos lances de perigo quanto na etapa inicial.

O Santos conseguiu o empate nos acréscimos, com Serginho. O volante fez jogada individual, girou sob o marcador e chutou de longe, de perna esquerda, no ângulo de Marcelo Lomba, que se esticou todo, mas não conseguiu fazer a defesa.

FICHA TÉCNICA:
BAHIA 2 X 2 SANTOS

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 23 de janeiro de 2016, sábado
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Diego Pombo Lopez (BA)
Assistentes: Dijalma Silva Ferreira Júnior (BA) e Marcos Welb Rocha de Amorim (BA)
Cartões amarelos: Paulo Roberto, Gustavo, Hayner e Paulo Roberto (Bahia); Victor Ferraz, Alison, Lucas Lima e Caju (Santos)
Cartão vermelho: Caju (Santos)
Gols:
BAHIA: Hernane, aos 3 e aos 10 min do 2º tempo
SANTOS: Gabriel, aos 24 min do 1º tempo, e Serginho, aos 46 min do 2º tempo

BAHIA: Marcelo Lomba; Cicinho (Hayner), Robson (Dedé), Gustavo (Éder) e João Paulo (Júnior); Paulo Roberto (Yuri), Danilo Pires (Gustavo Blanco) e Juninho (Rômulo); Luisinho (Mario), Hernane (Jeam) e Edgar Junio (Zé Roberto). Técnico: Doriva

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz (Caju), Gustavo Henrique, Lucas Veríssimo e Zeca (Léo Cittadini); Alison (Rafael Longuini), Thiago Maia (Lucas Otávio) e Lucas Lima (Ronaldo Mendes); Paulinho (Vitor Bueno), Gabriel (Marquinhos) e Joel (Serginho). Técnico: Dorival Júnior

Comentários

Santos busca empate com o Bahia em amistoso comemorativo

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.