Corinthians fala em tom de despedida sobre Gil e confia em Tite para driblar desmanche

ESPN.com.br
Getty
Saída de Gil prejudica ainda mais o planejamento do treinador Tite para 2016
Saída de Gil prejudica ainda mais o planejamento do treinador Tite para 2016

Ainda 19 de janeiro, e o Corinthians ferve. A tranquilidade depois do hexacampeonato brasileiro conquistado no ano passado afastou-se do dia a dia do clube, que busca a reconstrução depois de um desmanche. A bola da vez é o zagueiro Gil e a iminente transferência para o Shandong Luneng, da China. A nova movimentação obrigou a diretoria se pronunciar.

Na noite desta terça-feira, Edu Gaspar perdeu uma noite de descanso para explicar a saída de Gil da concentração nos Estados Unidos. O tom usado foi de despedida, e o principal defensor chegará ao Brasil para acertar salários com a equipe chinesa, dirigida pelo técnico Mano Menezes.

"Na verdade, o presidente me ligou e para o Eduardo Ferreira também pedindo que o Gil fosse ao Brasil para que pudesse terminar algumas questões particulares. O Roberto está conduzindo todas as questões de negociações", disse Edu Gaspar, crente de que dificilmente o zagueiro permanecerá no clube.

"Não é porque saiu um Gil que precisamos trazer outro Gil. Nós podemos formar outro Gil. Conseguir que o atleta se desenvolva aqui e que o Corinthians ganhe dinheiro. Tudo isso faz com que nós tenhamos credibilidade para construir de novo uma equipe forte. Temos o melhor treinador do Brasil", acrescentou.

De saída dos Estados Unidos, Gil despista sobre negociação: 'Não sei; pediram para não falar'

O nome de Tite, agora, surge como a principal esperança da diretoria corintiana para uma boa temporada 2016. O treinador, um dos maiores na profissão no Parque São Jorge, recebeu um voto de confiança raro no futebol brasileiro. Edu nega qualquer abatimento do treinador, que viu esvair-se a base campeã em menos de um mês.

"A melhor maneira de lidar com o Tite é falar a verdade, não deixar meias palavras. Quando as negociações começaram, eu avisei o Tite e que faríamos o possível para que tudo acontecesse da maneira que queríamos. A questão ainda não está encerrada. Tite é sempre muito positivo, não deixa a peteca cair", discursou.

"Os esforços que estamos fazendo são inimagináveis. Tenham confiança. Anderson Martins saiu e assumimos o Felipe. Fomos criticados, e o Felipe está aí. Os jogadores que saíram não chegaram como os melhores jogadores do Brasil. O Gil quando chegou não era o melhor zagueiro. O Renato, o Jadson, o Ralf. Por que não podemos fazer isso de novo?", perguntou-se.

Comentários

Corinthians fala em tom de despedida sobre Gil e confia em Tite para driblar desmanche

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.