Liga espanhola analisará gritos contra Neymar; Espanyol nega atos racistas

ESPN.com.br com agência Gazeta Press
Correspondente da ESPN em Barcelona revela racismo de parte da torcida do Espanyol contra Neymar

Os insultos racistas sofridos por Neymar no jogo do último sábado entre Espanyol e Barcelona não deverão passar impunes. Segundo informa o jornal espanhol "As", a Liga Espanhola já tem em seu poder vídeos e áudios onde os gritos contra o brasileiro são perceptíveis, e irá analisar os atos para então tomar alguma providência.

Caso sejam confirmadas as ofensas, um relatório com denúncias deverá ser enviado à Comissão Anti-Violência e Comitê de Competição, que possuem poder para aplicar sanções ao caso.

Na Rádio Catalunha, ainda é informado que o Barcelona solicitou para a Liga que os gritos racistas fossem incluídos na súmula da partida, que a princípio, não tinham sido colocadas pelo árbitro, responsável pelo documento.

Espanyol nega racismo

Depois de assistir ao confronto no estádio, Joan Collet, presidente do Espanyol, negou fervorosamente que as ofensas à Neymar tenham acontecido de verdade.

Getty
Neymar foi alvo de cânticos racistas
Neymar foi alvo de cânticos racistas

Segundo o mandatário, a conduta da torcida foi positiva, e as acusações feitas não conferem com a verdade.

"É uma mentira que houveram cantos racistas no estádio. Eu estava lá, assim como as outras 30 mil pessoas do público e não havia nada. Foi um jogo de alto risco e não houve nenhum incidente, nenhum problema. A atitude dos torcedores foi de tirar o chapéu. Eles estavam aplaudindo todo o jogo, então, dizer que houve um grito racista é uma mentira", declarou.

TV flagra torcedores do Espanyol imitando o som de macacos para Neymar; assista
Comentários

Liga espanhola analisará gritos contra Neymar; Espanyol nega atos racistas

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.