'Rei das canetas', Renato Augusto devolve Bola de Ouro ao Corinthians após dez anos

André Donke e Igor Resende, do ESPN.com.br
Bola de Prata: Renato Augusto, Bola de Ouro do Brasileirão

Fecha as pernas que o Renato Augusto está passando. Essa foi a tônica dos marcadores ao longo do Campeonato Brasileiro.

Mostrando uma qualidade técnica do mais alto nível, o meia nem precisou ter os mesmos números de jogadores como Jadson, que ficou em segundo lugar na briga, foi o garçom da competição e o vice-artilheiro do Corinthians, para mostrar que foi o grande nome da Série A.

Sem mais sofrer com as recorrentes lesões que até o fizeram parar em encerrar a carreira precocemente, Renato Augusto teve sua maior sequência de jogos desde que chegou ao clube alvinegro em dezembro de 2012 e mostrou estar na melhor forma da carreira.

Com dribles desconcertantes, sobretudo ‘canetas', passes precisos e muito entrosamento com seus companheiros de equipe, o meia foi o jogador que muitas vezes fez o algo diferente para o Corinthians sair com os três pontos de campo.

Dessa forma, nesta temporada, retornou merecidamente à seleção brasileira após quatro anos de ausência e conquistou a Bola de Ouro de forma incontestável e com considerável vantagem.

O prêmio, assim, volta a ser de um jogador corintiano depois de dez anos. O último a ter conseguido o feito fora Carlos Tevez, que liderou o time paulista na conquista do Brasileirão de 2005. Além deles, somente outros dois jogadores ganharam a Bola de Ouro defendendo o Corinthians e, em ambos, com o título da Série A: Edílson, em 1998, e Marcelinho Carioca, no ano seguinte.

Aliás, Marcelinho Carioca, em 1999, havia sido o último meia corintiano a levar a Bola de Prata. Assim, Renato Augusto repete os passos do 'Pé de Anjo' ao conseguir as duas honrarias na mesma temporada.

Renato Augusto recebe Bola de Ouro e comemora: 'Para mim é muito especial; foi o melhor ano da vida'

REGULAMENTO DO BOLA DE PRATA

Jornalistas da Placar e da ESPN assistem a todas as partidas do Brasileirão e atribuem notas de 0 a 10 aos jogadores. Receberão a Bola de Prata os craques que tenham sido avaliados em pelo menos 16 partidas. Jogadores que deixaram o clube antes do fim do campeonato estarão fora da disputa. Em caso de empate, leva o prêmio quem tiver o maior número de partidas. Ganhará a Bola de Ouro aquele que obtiver a melhor média.

Comentários

'Rei das canetas', Renato Augusto devolve Bola de Ouro ao Corinthians após dez anos

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.