Sem técnico e sem objetivo, Flamengo é atropelado pelo Atlético-PR em Curitiba

ESPN.com.br com Gazeta Press
Assista aos gols da vitória do Atlético-PR sobre o Flamengo por 3 a 0

O Flamengo vai se despedindo do Campeonato Brasileiro de uma forma melancólica. Um dia após a saída do técnico Oswaldo de Oliveira, o time carioca foi atropelado pelo Atlético-PR por 3 a 0, na Arena da Baixada, em Curitiba, neste domingo, pela penúltima rodada da competição.

Os mandantes abriram o placar com Roberto, que recebeu passe de Nikão na entrada da área e soltou uma pancada no ângulo para fazer um golaço aos 12 minutos do primeiro tempo.

Foi então que brilhou a estral de Cleberson. Os mandantes ampliaram a vantagem aos 33, quando o zagueiro aproveitou cobrança de falta na área e mandou de cabela para a rede. Na etapa final, ele voltou a ter liberdade para marcar com um cabeceio, aos 22 minutos, e fechou o marcador.

Com o resultado, o Flamengo, que foi treinado interinamente por Jayme de Almeida, chega a três jogos sem vencer (vinha de dois empates), estaciona nos 49 pontos e cai para o 12º lugar. A equipe poderia ter terminado a rodada na nona colocação, justamente a posição em que fica o time paranaense, que agora soma 51 pontos. Os dois clubes não têm mais aspirações na Série A.

O jogo ainda foi o último da Arena da Baixada com gramado natural. Afinal, em 2016, o piso do campo será sintético. 

Na última rodada do Brasileirão, o Atlético-PR visitará o Santos na Vila Belmiro, e o Flamengo receberá o Palmeiras no Maracanã. Ambos os jogos ocorrerão no domingo, às 17h (de Brasília).

Jayme de Almeida se diz envergonhado após derrota do Flamengo: 'Forma como perdeu não foi digna'

O jogo - Com uma promoção de ingressos para sócios, que podiam levar um convidado de forma gratuita, a Arena estava tomada de paranaenses. Com a bola rolando, os dois times mostravam que estavam a fim de jogo, mesmo sem brigar por mais nada na classificação. Aos dois minutos, Roberto cobrou falta, e a bola raspou o poste da meta defendida por Paulo Victor.

O Flamengo assumiu uma postura mais fechada e deixava os mandantes jogarem. Aos 12 minutos, veio o resultado disto. Roberto recebeu de Nikão e mandou um petardo, no ângulo, para abrir o placar. Nikão quase ampliou, aos 15, pegando rebote após chute de Marcos Guilherme, mas parando no goleiro carioca. Os cariocas finalmente apareceram no ataque aos 22 minutos, com Everton, que chegou ao fundo e praticamente recuou para Weverton.

O Atlético conseguiu ampliar aos 33 minutos, com Cleberson, que aproveitou cobrança de falta e, completamente livre, testou para o fundo da rede. O Flamengo finalmente levou perigo aos 35 minutos, com Kayke recebendo de Canteros e, na cara do gol, arrematando para defesa com os pés de Weverton.

Antes do invervalo, ainda houve um momento de emoção. Aos 47 minutos, o veterano lateral Alessandro deixou o gramado para a entrada de Eduardo e foi ovacionado pelo torcedor para o que pode ser uma despedida para o jogador que participou do título brasileiro de 2001.

Para a etapa final, o Flamengo voltou com Luiz Antônio no lugar de Canteros, tentando mostrar mais iniciativa. O time da casa, por sua vez, marcava bem e impedia as investidas dos visitantes. Aos sete minutos, Walter pisou na bola e caiu, desperdiçando jogada de contra-ataque. Aos 12 minutos, Otávio lançou, e Paulo Vitor se adiantou a Walter para interceptar.

O Atlético-PR estava mais organizado em campo e, mesmo sem tanta posse de bola, era muito mais efetivo. Aos 21 minutos, Nikão serviu Hernández, que chutou para defesa de Paulo Victor. No minuto seguinte, não teve jeito. Cleberson recebeu mais uma vez sozinho para desviar do alto e marcar o terceiro na Arena. O gol soltou o grito de 'olé' das arquibancadas.

O quarto quase veio aos 26 minutos, com Walter, que recebeu na área, bateu colocado e carimbou a trave. O terceiro gol atleticano praticamente acabou com as chances de reação flamenguista. Aos 37 minutos, bastante vaiado, Marcelo Cirino recebeu pela direita e cruzou para absolutamente ninguém. Aos 44 minutos, Kayke ainda tentou um chute de longe, sem perigo. O placar já estava definido.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR 3 X 0 FLAMENGO

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 29 de novembro de 2016, domingo
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)
Assistentes: Fabio Rogerio Baesteiro (SP) e Fabricio Porfirio de Moura (SP)
Cartões amarelos: Weverton (Atlético-PR), Everton, Paulinho e Alan Patrick (Flamengo)
Gols: Roberto, aos 12 minutos e Cleberson, aos 33 minutos do primeiro tempo; Cleberson, aos 22 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-PR: Weverton, Alessandro (Eduardo), Cleberson, Vilches e Roberto; Otávio, Deivid, Marcos Guilherme (Daniel Hernández), Sidcley e Nikão; Walter
Técnico: Cristóvão Borges

FLAMENGO: Paulo Victor, Pará, Wallace, César Martins e Everton; Canteros (Luiz Antônio), Márcio Araújo, Alan Patrick e Paulinho (Jajá); Gabriel (Marcelo Cirino) e Kayke
Técnico: Jayme de Almeida (interino)

Comentários

Sem técnico e sem objetivo, Flamengo é atropelado pelo Atlético-PR em Curitiba

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.