Prass cita retrospecto do ano para justificar equilíbrio em final contra o Santos

ESPN.com.br com agência Gazeta Press
Gazeta Press
Goleiro palmeirense foi destaque nas classificações na Copa do Brasil
Goleiro palmeirense foi destaque nas classificações na Copa do Brasil

Um dos jogadores mais antigos do time do atual Palmeiras, Fernando Prass transmite experiência ao grupo e não deixa de incorporar um quê de sabedoria ao seu discurso. Tentando controlar a ansiedade em meio à contagem regressiva para encarar o Santos, na disputa do título da Copa do Brasil, o goleiro fez questão de minimizar os retrospectos recentes distintos das equipes, garantindo que o jogo será equilibrado como os outros.

Para o camisa 1, não importa os altos e baixos alviverdes - que não vence no Brasileiro desde 17 de outubro - nem a arrancada do Santos. A decisão será jogada no campo, e nele o equilíbrio ainda prevalece. Apesar do vice no Paulista, foram duas vitórias para cada lado até então.

Nos dois jogos na Vila, pelo Paulista e pelo Brasileiro, o Santos levou a melhor por 2 a 1; enquanto que o Palmeiras venceu por 1 a 0 as duas partidas jogadas no Palestra Itália, tanto pelo estadual quanto pelo nacional. Diante do regulamento da Copa do Brasil, que não lista o gol fora como critério de desempate nas finais, uma repetição dos resultados encaminharia a decisão para nova decisão nos pênaltis.

"Se for ver o retrospecto dos clássicos neste ano, o equilíbrio é notório. De repente eles estão passando por um momento melhor agora, mas a gente também estava passando por um momento melhor no começo do ano e os jogos foram equilibrados. Sempre preocupa, mas é uma competição diferente. Estamos sem vencer no Brasileiro, mas passamos por Cruzeiro, Inter e Fluminense", ponderou o goleiro, valorizando a campanha que levou o time à final da Copa do Brasil.

Defendendo que o time precisaria melhorar mesmo que estivesse em uma sequência boa, Prass espera por um time aguerrido e que não dê espaços ao adversário na quarta-feira.

"Temos que estar em alto nível para fazermos dois grandes jogos e vencermos o campeonato. Esperamos um time competitivo e, sem a bola, bem compacto para não dar espaço, ainda mais contra o Santos na Vila. A recomposição também tem que ser rápida, sobretudo pelos lados, onde eles têm muita velocidade", alertou.

Comentários

Prass cita retrospecto do ano para justificar equilíbrio em final contra o Santos

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.