'Dono' da Série B, futebol paulista pode até sumir em 2016

ESPN.com.br
Gazeta Press
Série B 2015 Mogi Mirim Rivaldo
Com Mogi Mirim rebaixado, São Paulo deve ter só dois times na Série B

Sempre forte no cenário nacional, o futebol de São Paulo está perdendo representatividade na Série B. Desde 2003, a quantidade de times paulistas na segunda divisão brasileira nunca foi tão baixa e, no próximo ano, ela será ainda menor.

Há 12 anos, quando o Campeonato Brasileiro assumiu o formato de pontos corridos, a Série B tinha 24 clubes, sendo que seis deles eram do estado de São Paulo. Naquela edição, o Palmeiras tentava voltar à elite ao lado de Marília, Paulista, Portuguesa, Mogi Mirim e União São João, que acabou rebaixado.

A proporção de 25% dos participantes se manteve na temporada seguinte e foi o mínimo da última década. Todos os anos, ao menos um quarto da segunda divisão brasileira era formado por equipes paulistas.

A participação do estado começou a aumentar conforme "novos" times ganhavam espaço, como Santo André, Guaratinguetá e Grêmio Barueri. O ano de 2007 registrou um recorde com 40% dos clubes sendo de São Paulo. Na lista, além de Santo André e Barueri, estavam Portuguesa, Marília, São Caetano, Ponte Preta, Paulista e Ituano.

O cenário começou a mudar nas duas últimas edições. Em 2014, eram somente quatro os remanescentes - Ponte, Oeste, Bragantino e Lusa - e o número caiu neste ano com o acesso da equipe de Campinas e a queda do clube da capital.

A subida do Mogi Mirim até impediu uma porcentagem de participantes ainda menor, mas em 2016 São Paulo irá bater novo recorde negativo, já que o Mogi voltará à terceira divisão. Nenhum paulista irá cair na Série A, e os quatro que subirão da C já estão definidos, sendo Tupi-MG, Londrina, Vila Nova-GO e Brasil de Pelotas.

Assim, no ano que vem, pode ser a primeira vez desde 2003 que São Paulo não será predominante na 2ª divisão. O Paraná poderá ter três times com acesso do Londrina e a permanência do Paraná Clube, caso o Coritiba seja rebaixado na Série A. O mesmo vale para Goiás, que poderá ter Vila Nova, Atlético Goianiense e o clube esmeraldino que luta para se manter no primeiro escalão.

A chance é pequena, mas a situação pode ser ainda pior caso duas coisas improváveis aconteçam: o Bragantino consiga o acesso, e o Oeste acabe rebaixado.

Faltando duas rodadas para o fim da competição, o time de Bragança Paulista está em 5º lugar com 57 pontos, quatro atrás do G-4, e a equipe de Itápolis é o 14º com 43, somente dois pontos acima da "zona da confusão". Se isso acontecer, São Paulo não terá nenhum representante na segunda divisão nacional.

Comentários

'Dono' da Série B, futebol paulista pode até sumir em 2016

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.