Fim do sonho: trave para Chapecoense, que cai para o River na Sul-Americana

ESPN.com.br
Gazeta Press
A Chapecoense acabou eliminada pelo River Plate nesta quarta-feira
A Chapecoense acabou eliminada pelo River Plate nesta quarta-feira

Terminou de forma honrada o sonho da Chapecoense em sua primeira competição internacional na história. A equipe lutou, jogou melhor que o River Plate e venceu o atual campeão dos dois principais torneios da América do Sul por 2 a 1, na Arena Condá, nesta quarta-feira. Mesmo assim, não foi o suficiente para eliminar os argentinos das quartas de final da Copa Sul-Americana, pois o time de Chapecó havia perdido em Buenos Aires por 3 a 1.

Os atuais campeões enfrentarão nas semifinais do torneio o Sportivo Luqueño-PAR, que eliminou o Atlético-PR. A próxima fase já tem suas datas definidas: os jogos serão nos dias 4 e 25 de novembro.

Embalados pela torcida que empurrou o time desde o começo da partida, os catarinenses abriram o placar aos 20 minutos. Dener fez jogada na linha de fundo e cruzou para a cabeça de Bruno Rangel, que completou seu 100º jogo com a camisa verde. A bola ainda desviou em Balanta antes de entrar.

Os jogadores da Chapecoense ficaram na bronca com a arbitragem em um lance polêmico aos 32. Ananias estava sozinho na entrada da área em direção ao gol, foi tocado pelo defensor do River e caiu, mas o árbitro não marcou nada.

Mesmo muito superiores na partida, os catarineses vacilaram e levaram o empate antes do intervalo, aos 45 minutos. Em uma jogada de velocidade, Carlos Sánchez aproveitou a indecisão do goleiro Danilo ao sair da meta e da lentidão de Thiego para, sozinho, completar de cabeça.

Logo no começo da segunda etapa, a Chapecoense marcou o segundo tento logo aos sete minutos e encheu a torcida de esperança. Após cobrança de falta no segundo pau, Thiego desviou de cabeça e outra vez o matador Bruno Rangel deu um carrinho dentro da área para completar para o fundo do gol.

Os donos da casa tiveram outras chances claríssimas de levar o confronto para os pênaltis. Cleber Santana bateu rasteiro, Barovero soltou a bola nos pés do zagueiro Neto, que livre chutou para fora.

Logo em seguida, o centroavante Bruno Rangel cabeceou firme no chão, mas o goleiro Barovero fez um milagre, espalmando para escanteio.

Aos 44 minutos, o atacante Tiago Luis recebeu cruzamento na medida e apenas desviou de cabeça, mas a bola bateu no chão e acertou o travessão.

A equipe brasileira buscou o gol até o final, mas não conseguiu fazer o terceiro. Após o apito do árbitro, a torcida catarinense reconheceu toda a raça e entrega dentro de campo, aplaudindo os jogadores de pé.

Agora, a Chapecoense volta as suas atenções em permanecer na Série A do Campeonato Brasileiro. Enfrentará na 33ª rodada o Atlético-PR na Arena Condá, no domingo, às 17h.

A próxima partida do River Plate será fora de casa contra o Vélez Sársfield, pelo Campeonato Argentino, no Estadio José Amalfitani, em Bunos Aires, no sábado, às 20h.

FICHA TÉCNICA:
CHAPECOENSE 2 x 1 RIVER PLATE-ARG

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 28 de outubro de 2015, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Julio Bascuñán (Chile)
Assistentes: Raúl Orellana e Claudio Ríos (ambos do Chile)
Público total: 12.144
Renda: R$ 284.750,00
Cartões amarelos: Nenén, Thiego e Caramelo (Chapecoense); Ponzio e Balanta (River Plate)
GOLS: 
CHAPECOENSE: Bruno Rangel, aos 20 minutos do primeiro tempo, e aos 7 do segundo
RIVER PLATE: Carlos Sánchez, aos 45 minutos do primeiro tempo

CHAPECOENSE: Danilo; Caramelo (Tiago Luis), Neto, Thiego e Dener; Gil, Nenén (Camilo) e Cleber Santana; Ananias, Maranhão (Túlio de Melo) e Bruno Rangel. Técnico: Guto Ferreira

RIVER PLATE: Barovero; Mercado, Balanta (Mammana), Maidana e Casco; Ponzio (Tabaré Viudez), Kranevitter, Pisculichi (Lucho González) e Sánchez; Driussi e Rodrigo Mora. Técnico: Marcelo Gallardo

Comentários

Fim do sonho: trave para Chapecoense, que cai para o River na Sul-Americana

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.