São Paulo lembra viradas europeias para acreditar em vaga na Copa do Brasil

ESPN.com.br com agência Gazeta Press
Gazeta Press
Pato comemora gol no jogo do São Paulo contra o Santos
Pato e técnico Doriva lembraram experiências de times ingleses

O São Paulo não consegue achar muitos motivos para acreditar em uma virada diante do Santos na semifinal da Copa do Brasil. Mas o time tricolor se apoia em conquistas no futebol europeu para manter viva a esperança de passar. Ao menos esse foi o discurso adotado pelo técnico Doriva e pelo atacante Alexandre Pato.

"Eu nunca desisti de nada na minha vida", disse o treinador, lembrando de quando ainda era jogador e defendeu o Middlesbrough-ING na Liga Europa, em 2006.

Nas quartas, os ingleses perderam por 2 a 0 para o Basel, na Suíça, além de tomarem 1 a 0 logo aos 23 minutos de bola rolando, em casa. Depois, no entanto, conseguiram embalar uma reação impressionante, coroada com o gol de Maccarone, já nos acréscimos da etapa final, que selou o triunfo por 4 a 1.

Já nas semis, o duelo contra o Steaua Bucareste, na Romênia, terminou 1 a 0 para os rivais. Na Inglaterra, o cenário ficou tenebroso: 2 a 0 com 20 minutos de bola rolando, e mais uma vez a necessidade de fazer quatro gols. Outra grande reação e novamente Maccarone no final, aos 44 minutos do segundo tempo, garantiu a classificação.

"Vamos acreditar, jogar o Brasileiro e acreditar na Copa do Brasil até o fim. Sabemos que é difícil, mas que, se a gente reverter, vai ficar muito forte e vai buscar o título. Vai ser o discurso de acreditar até o fim", apontou o comandante, que não teve grande participação nas viradas do Middlesbrough. Fora do banco na primeira, ele, volante marcador, ficou apenas entre os reservas na segunda oportunidade.

Pato, por sua vez, buscou em uma eliminação o exemplo para não deixar de acreditar. O camisa 7 recordou a lendária final da Liga dos Campeões de 2004/05, quando o Liverpool saiu perdendo por 3 a 0 para o Milan, buscou o empate e conseguiu se sagrar campeão na cobrança de pênaltis.

"Sabemos que é um resultado muito difícil de reverter, vai ser complicado fazer três gols lá, mas presenciei muitas coisas nas quais grandes surpresas aconteceram. Por exemplo, cheguei no Milan um ano depois da final em que o Milan ganhava de 3 a 0 no primeiro tempo e o Liverpool voltou do vestiário, empatou e ganhou a Liga dos Campeões", relatou o camisa 7, que, na verdade, desembarcou em Milão duas temporadas após o duelos.

Caso consiga repetir os feitos do exemplos europeus, no entanto, o Tricolor certamente conseguirá a vaga. Diante de um rival que soma 13 vitórias seguidas em seus domínios, o time tem de marcar ao menos três gols e, com eles, estabelecer uma diferença mínima de 2 de saldo. Acontecendo isso, a única forma de não passar à decisão seria perder nos pênaltis após um 3 a 1 no tempo normal.

Comentários

São Paulo lembra viradas europeias para acreditar em vaga na Copa do Brasil

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.