Paulo Amaral lança candidatura e vai disputar eleição contra Leco como há 15 anos

Rafael Valente, de São Paulo (SP), ESPN.com.br
Gazeta Press
WIDE: Paulo Amaral, ex-presidente do São Paulo, ao lado do goleiro Rogério Ceni
Paulo Amaral, ex-presidente do São Paulo, ao lado do goleiro Rogério Ceni, em foto de arquivo

Como há 15 anos, Paulo Amaral Vasconcellos decidiu disputar a eleição do São Paulo contra Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco. Presidente entre 2000 e 2002, quando derrotou Leco no pleito, Amaral pretende concorrer para um mandato tampão até abril de 2017. Ele ainda não protocolou a candidatura, mas segundo pessoas da diretoria confirmaram ao ESPN.com.br ele deve fazer isso ainda neste fim de semana.

"Estou pronto para sair candidato e concorrer pelo São Paulo para ajudar o clube", disse Paulo Amaral, em contato com o ESPN.com.br.

Leco, que acumula também a a função do presidente do conselho deliberativo, está como presidente interino do São Paulo desde a renuncia de Carlos Miguel Aidar, no último dia 13. A intenção do atual mandatário é convocar o novo pleito para 27 de outubro. Assim, Amaral teria de protocolar a candidatura até quinta-feira, dia 22.

Amaral faz parte do grupo do ex-presidente Fernando Casal de Rey. Ambos são oposição ao grupo de Leco, cuja base é formada por integrantes do ex-presidente Juvenal Juvêncio, como José Manssur, João Paulo de Jesus Lopes e Roberto Natel.

Na última eleição, em abril de 2014, Amaral apoiou o candidato Kalil Rocha Abdalla, que acabou desistindo do pleito justamente no dia da votação.

Leco é considerado favorito para ganhar o pleito. Até a nova eleição não pretende nomear nenhum conselheiro para os cargos de vice-presidência que estão vagos.

Passado polêmico

Então empresário rural, Paulo Amaral foi presidente do São Paulo entre 29 de abril de 2000 e 20 de abril de 2002. Ele venceu o pleito justamente contra o advogado Leco, com diferença de apenas quatro votos.

Na gestão dele, o São Paulo foi campeão do Campeonato Paulista-2000 e do Torneio Rio-São Paulo-2001, além de vice-campeão da Copa dos Campeões-2001.

Mas Amaral ficou mais conhecido pelas polêmicas. A maior de todas ocorreu em 2001, quando afastou o goleiro Rogério Ceni por quatro semanas.

Na época, Ceni foi acusado de ter forjado proposta do Arsenal, da Inglaterra, a fim de obter aumento salarial. O camisa 1 negou as acusações e chegou a pensar em sair.

Marco Aurélio vê popularização como causa de problemas políticos no SPFC e aprova caso Leco fique na presidência

 

Comentários

Paulo Amaral lança candidatura e vai disputar eleição contra Leco como há 15 anos

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.