Perto de vexame, Holanda ainda corre risco de perder jogadores para Marrocos

ESPN.com.br
ESPN.com.br/Getty
El Ghazi, Ziyech e Tannane: holandeses que podem defender Marrocos
El Ghazi, Ziyech e Tannane: promessas holandesas de origem marroquina

É como já diz o ditado: nada é tão ruim que não possa piorar. A Holanda que o diga. A seleção, que corre sério risco de não se classificar para a Eurocopa de 2016, ainda pode perder as maiores promessas de seu campeonato para um país com pouca tradição no futebol: o Marrocos.

O meia Hakim Ziyech é o maior exemplo disso. O camisa 10 do Twente foi um dos destaques da Eredivisie na última temporada, já defendeu a Holanda nas categorias de base e foi convocado por Guus Hiddink para a seleção principal. Uma lesão, porém, o impediu de vestir a camisa laranja e tudo mudou.

Com ascendência marroquina, Ziyech também foi convocado para defender a equipe africana e aceitou o chamado. No entanto, como as partidas contra Costa do Marfim e Guiné, em que o jovem de 22 anos foi titular, foram amistosas, ele ainda pode voltar a jogar pela Holanda. Depende de sua vontade.

E Ziyech não é um caso isolado. Outro jovem de origem marroquina também trm enchido os holandeses de esperança: Oussama Tannane, um dos destaques do pequeno Heracles Almelo, sensação deste início de Eredivisie - o time é terceiro colocado, só atrás de Ajax e Feyenoord.

O jogador, de 21 anos, virou sensação no fim de agosto, após marcar quatro gols em apenas 41 minutos, e defende a Holanda nas categorias de base. Assim como Ziyech, porém, Tannane também ainda pode optar por defender a seleção do Marrocos no futuro.

Já com Anwar El Ghazi, de 20 anos, a Holanda se livrou do risco. O jovem, de 20 anos, defende o Ajax e é o artilheiro deste início de Holandês, com sete gols em oito partidas. Ele poderia optar por defender o Marrocos, mas foi convocado para as eliminatórias da Euro, competição considerada de nível "A" pela Fifa - o que impede a mudança de seleção.

Nos jornais holandeses, o trio de origem marroquina é apontado como possível sucessor de Wesley Sneijder, Robin van Persie e Arjen Robben. E uma renovação na seleção laranja é iminente depois da Eurocopa de 2016, que, provavelmente, sequer terá os vice-campeões mundiais de 2010.

A Holanda chega à última rodada das eliminatórias no quarto lugar do grupo A, com chances apenas de ir à repescagem. Para isso, porém, precisa vencer seu compromisso, contra a República Tcheca, e torcer para que a Turquia, terceira colocada, não vença a Islândia, em casa.

Os dois jogos acontecem às 15h45 (de Brasília) e terão acompanhamento, em tempo real, do ESPN.com.br. Turquia x Islândia você também assiste, ao vivo, na ESPN.

Dany Blind diz que Holanda só pensa em vencer seu jogo
Comentários

Perto de vexame, Holanda ainda corre risco de perder jogadores para Marrocos

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.