Neymar treina faltas, mas admite: 'Bato só quando o Messi deixar'

Thiago Arantes, de Barcelona, para o ESPN.com.br
Getty Images
Espanhol Barcelona Atletico de Madri 2014/15 Neymar Messi
Brasileiro admitiu que camisa 10 monopoliza as cobranças de falta

O sorriso de Neymar continua o mesmo. Mas os objetivos mudaram. E o tamanho da importância do brasileiro para o Barcelona, também. Há pouco mais de dois anos, quando chegou ao clube, ele era uma estrela do futebol brasileiro que teria de brigar por espaço - com Pedro, Fábregas e Alexis, por exemplo - para jogar ao lado de Messi.

Duas temporadas depois, Neymar é, para muitos torcedores, o melhor parceiro que Messi já teve no time azul e grená.

Fábregas, Alexis e Pedro se foram; Suárez chegou, Luis Enrique, também. E o Barcelona, no segundo ano do camisa 11, ganhou tudo - Copa, Liga e Champions.

Mas, depois de uma temporada sem grandes títulos e de outra em que ganhou tudo, o que esperar da terceira? O próprio Neymar é quem responde.

Na segunda-feira, após evento publicitário em Barcelona, o craque conversou com os canais ESPN. Falou de Messi - com quem não pretende competir por faltas e pênaltis -, sobre Bola de Ouro (espera estar entre os três primeiros este ano) e revelou que "ouviu conversas" sobre uma proposta do Manchester United no início da temporada.

ESPN.com.br - Se você pudesse definir em uma palavra sua primeira temporada no Barcelona. Quais seriam?

Neymar - Aprendizado, acho que essa é a palavra certa para o meu primeiro ano no Barcelona.

ESPN.com.br - E a segunda temporada?

Neymar - Realização. Realização por ganhar títulos que sempre sonhei e por fazer história no Barcelona.

Realizado após ganhar o triplete, Neymar projeta temporada dos sonhos no Barça

ESPN.com.br - Aprendizado no primeiro ano; realização no segundo. E nesse terceiro ano de Barcelona, que ainda está começando, o que esperar?

Neymar - Espero que seja um sonho, né? Espero dar continuidade ao meu trabalho, junto com meus companheiros e seguir vencendo, seguir conseguindo títulos.

ESPN.com.br - É uma temporada diferente, pelo menos neste começo, porque começou com muitos jogos e, também, com muitas lesões, bem diferente do ano passado. Vai ser mais complicado este ano do que no ano passado?

Neymar - É mais complicado. Porque a partir do momento que você chega ao topo, é difícil se manter ali. É o time a ser batido, o time em que todo mundo está de olho, que todo mundo faz de tudo para vencer... Então fica cada vez mais difícil. Mas a gente tem que buscar soluções pra vencer o jogos e dar continuidade ao nosso trabalho.

ESPN.com.br - E é uma temporada que começa com a lesão de um amigo teu, o Rafinha. No jogo contra o Levante você fez uma homenagem pra ele...Você teve alguma conversa com ele? O time agora vai jogar um pouco por ele, também?

Neymar - Esse jogo [contra o Levante] foi pra ele. Eu sou muito próximo do Rafa e sei o que ele está passando, sei o quão triste ele ficou. Conversei com ele sim, depois. No dia, no dia após... e Vi a tristeza que ele tava. Era um momento em que ele estava no melhor momento da carreira dele, tinha ido pra seleção brasileira, tinha feito gol, estava muito bem aqui no Barcelona... Mas Deus sabe de todas as coisas, sabe o que é preciso. Então que ele volte o mais rápido possível, que ele volte mais forte, mais experiente e que ele aprenda com tudo isso.

ESPN.com.br - Pra repetir o ano passado, o Barcelona precisa ser melhor que todos os rivais em todas as competições. Quem serão os rivais do Barcelona na briga por esse objetivo?

Neymar - É difícil falar agora, assim. É o começo da temporada, tem times ainda engrenando, como o nosso, como outros times da Liga. Mas a gente vem muito bem, ganhamos todos os jogos até agora [a entrevista foi feita antes da derrota contra o Celta], e esperamos dar continuidade a isso.

ESPN.com.br - Por todas as lesões do elenco, esta será uma temporada com a exigência física muito grande. O Luis Enrique terá de revezar muito os jogadores, e isso significa que, em algum momento, você terá de ir pro banco. A gente sabe que você não gosta de ficar no banco, que até já reclamou por isso... E agora, está se preparando pra talvez ficar mais no banco?

Neymar - Nâo, pô! Não me preparo pra ficar no banco não, só me preparo para jogar (risos). Ficar no banco não é comigo, não!

ESPN.com.br - Como está o seu aproveitamento em cobranças de faltas nos treinos?

Neymar - Eu venho treinando no Barcelona, treino na seleção, também. Procuro estar sempre evoluindo nas faltas, para no momento que precisar eu possa estar preparado para fazer gols.

Veja entrevista em que Neymar 'pede' Philippe Coutinho no Barcelona

ESPN.com.br - No jogo contra o Atlético de Madri você fez um gol de falta; depois o Messi bateu uma falta muito longe e você até brincou com ele. Em algum momento você pretende falar com ele pra bater algumas faltas também com ele em campo?

Neymar - (Risos) Não, a gente sabe que ele é o cara. Ele é o homem aqui do Barcelona - no bom sentido - é o cara que resolve pra gente. E quando ele deixar eu estarei preparado. Mas enquanto isso, ele é um bom batedor, sabemos disso. Ele já fez muitos gols pelo Barcelona, ajudou muito a gente, como na final [da Supercopa da Europa, quando Messi fez dois gols de falta contra o Sevilla]. Então acho que é coisa natural do momento da partida, a gente conversa e quem estiver melhor acaba batendo.

ESPN.com.br - Quando você chegou ao Barcelona, você disse que queria ajudar o Messi a continuar sendo o melhor do mundo. Possivelmente neste ano você vai conseguir, porque ele é o favorito à Bola de Ouro. Mas, pensando no contrário: você acha que algum dia, com ele aqui, ele vai te ajudar a ser o melhor do mundo?

Neymar - Ser o melhor do mundo é um sonho de qualquer jogador. A gente sabe disso. Mas eu não sei, cara (risos). Eu não sei... Mas eu espero continuar fazendo meu trabalho, dando meu máximo, evoluir a cada temporada, pra estar pelo menos entre os três da Bola de Ouro.

ESPN.com.br - Esse ano já dá pra ficar entre os três?

Neymar - Espero que sim, que pelo menos entre os três eu possa ficar.

ESPN.com.br - Você recebeu uma proposta do Manchester United no começo da temporada?

Neymar - Chegaram apenas conversas, nada concretizado. Eu só ouvi boatos por aí, mas em mim não chegou nada, não.

 

Comentários

Neymar treina faltas, mas admite: 'Bato só quando o Messi deixar'

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.