Após confusão, Flu estuda mudar local de treinos e limitar torcedores nas Laranjeiras

Tiago Leme, do Rio de Janeiro (RJ), para o ESPN.com.br
Gazeta Press
Clima ficou tenso nas Laranjeiras durante o protesto da torcida nesta terça
Clima ficou tenso nas Laranjeiras durante o protesto da torcida nesta terça

Após a confusão e até invasão de campo durante protesto da torcida nesta terça-feira nas Laranjeiras, a diretoria do Fluminense está estudando a possibilidade de mudar o local de treinos da equipe e até mesmo limitar a entrada de torcedores na sede do clube. A grande preocupação dos dirigentes é com a segurança dos atletas e funcionários, mas também existe o incômodo com o fato de as manifestações prejudicarem o trabalho da equipe em campo.

Em algumas oportunidades, o Tricolor já treina na Escola de Educação Física do Exército (EsEFEx), na Urca, quando opta por fazer uma atividade fechada ao público. O local é mais isolado e com controle de acesso rígido, o que impede a entrada de baderneiros. Sem outra boa opção de lugar para treinar no momento no Rio de Janeiro, o campo da Urca deve ser utilizado pelo time.

Outro ponto que a diretoria do Fluminense cogita é controlar a presença de torcedores nas Laranjeiras, como citou o vice-presidente de futebol Mário Bittencourt em entrevista coletiva nesta terça. Para isso, no entanto, o clube encontra dificuldades, já que a equipe treina na sede social, local que de acesso livre para os sócios. Ou seja, quem é associado do clube, tem o direito de frequentar a área e assistir as atividades das arquibancadas.

"Sem dúvida a gente tem de começar a proteger as pessoas que trabalham aqui. Não só os jogadores, mas tem outras pessoas que trabalham aqui que correram risco também. É aquela frase: 'Os justos pagam pelos pecadores'. Quem vem aqui só para torcer, paga o preço por quem atrapalha e vai acabar não podendo mais ver. Vamos ter que tomar uma medida nas Laranjeiras, quando tiver treino aqui, Vamos estudar o que fazer", afirmou Bittencort.

"Somos um clube democrático, sócio vota e pode entrar no clube. Quem quiser ver, pode entrar. Em razão de alguns poucos, infelizmente todos vão ter que sofrer, não vão poder acompanhar os treinos. Não é só para resguardar a segurança, Precisamos dar condições para que os profissionais trabalhem da melhor forma para atuar", acrescentou.

Mário Bittencourt também negou que o Fluminense estivesse despreparado para as atitudes violentas no treinamento desta terça, um dia depois de o elenco ter sido recebido com protestos no desembarque no aeroporto do Galeão, após a derrota para o Sport, por 1 a 0, em Recife. Na chegada ao Rio, um torcedor chegou a atirar uma lata de cerveja e atingir o atacante Fred.

Veja o resumo do que rolou na terça-feira do Flu

"Se preparar para violência é complicado. Há coisas que se tenta prevenir e não se consegue. Guardada as proporções, o 11 de setembro de 2011 aconteceu no país que mais se preocupa com segurança no mundo, os Estados Unidos. Falamos com os jogadores aqui, alertamos que poderia ter. Eu só pedi à segurança que não autorizasse faixas contra os jogadores. Mas descambou para a violência", disse o vice de futebol do Flu.

Vale lembrar que este não é o primeiro episódio de confusão nos últimos anos nas Laranjeiras. A esperança da diretoria para acabar de vez com este problema durante os treinamentos dos atletas é a inauguração do CT, que está sendo construído no bairro da Barra da Tijuca, Zona Oeste da cidade. A previsão é que o time comece a treinar no novo local no segundo semestre de 2016.

Divulgação/Fluminense
Fluminense normalmente treina nas Laranjeiras, onde sócios podem assistir
Fluminense normalmente treina nas Laranjeiras, onde sócios podem assistir
Comentários

Após confusão, Flu estuda mudar local de treinos e limitar torcedores nas Laranjeiras

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.