Jornal: Del Nero é alvo de investigação do FBI e pode ter extradição pedida

ESPN.com.br
Gazeta Press
Del Nero
Del Nero pode ser alvo de uma pedido de prisão nos Estados Unidos

O FBI reúne dados sobre o presidente da CBF, Marco Polo del Nero, que é um dos nomes que pode ser alvo de pedido de prisão em uma nova lista de indiciados nos escândalos de corrupção no futebol que estão sendo deflagrados neste ano. A informação é de Jamil Chade, em reportagem publicada na edição desta terça-feira do jornal Estado de S. Paulo.

A procuradora-geral dos Estados Unidos, Loretta Lynch, afirmou em entrevista coletiva na segunda que a Justiça norte-americana deve indiciar mais pessoas e empresas envolvidas no esquema. Em 27 de maio, sete dirigentes da Fifa - entre eles, José Maria Marin, ex-presidente da CBF - foram presos.

De acordo com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, dois funcionários da CBF, da Fifa e da Conmebol estão sob investigação. A descrição se enquadra apenas a Ricardo Teixeira e Del Nero.

O Estado de S. Paulo aponta que o FBI possui provas, sobretudo de contas bancárias e transações, para buscar argumentos suficientes para indiciar o atual presidente da entidade que rege o futebol no Brasil. Ele é suspeito de ter recebido propina na venda de direitos de transmissão da Copa do Brasil, assim como Marin. O FBI espera mostrar que o esquema utilizou o sistema financeiro norte-americano para justificar o pedido de extradição.

Além dele, o nome de Kleber Leite também aparece na lista. A empresa dele, a Klefer, é suspeita de ter negociado e organizado o pagamento de propinas, apontam as investigações.

Corrupção na Fifa pode acarretar em novas prisões
Marco Polo Del Nero: 'Posso ir a qualquer lugar do mundo'
Comentários

Jornal: Del Nero é alvo de investigação do FBI e pode ter extradição pedida

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.