Torcida da Lazio comemora gol de atleta negro depois de entoar cânticos racistas

ESPN.com.br com agência Gazeta Press
Getty Images
Keita anotou o gol que garantiu a vitória da Lazio sobre o Bayer Leverkusen
Keita anotou o gol que garantiu a vitória da Lazio sobre o Bayer Leverkusen

A vitória da Lazio por 1 a 0 sobre o Bayer Leverkusen nesta terça-feira pela fase preliminar da Liga dos Campeões foi marcada por mais um ato de racismo no futebol europeu. Desta vez, o brasileiro Wendell e o alemão Johnathan Tah foram o alvo de cânticos de teor racial por parte da torcida italiana no Estádio Olímpico.

Ironia do destino, quando a partida se encaminhava para um empate sem gols, o espanhol de origem senegalesa Baldé Keita aproveitou um vacilo da defesa alemã, arrancou em velocidade e bateu no canto para dar a vitória à Lazio. Nas arquibancadas, festa da torcida italiana para o gol de um jogador negro.

Até o momento, nenhuma autoridade se pronunciou sobre a atitude dos torcedores da Lazio. Durante a partida, o locutor do estádio chegou a pedir o fim dos cânticos racistas, já que o árbitro poderia paralisar a partida. No entanto, a solicitação não foi atendida.

Os ultras (torcedores organizados) da Lazio são conhecidos por serem abertamente adeptos da ideologia fascista. O clube, inclusive, era o preferido de Benito Mussolini, principal ideólogo da filosofia de extrema-direita, que governou a Itália entre 1922 e 1943.

Comentários

Torcida da Lazio comemora gol de atleta negro depois de entoar cânticos racistas

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.