Herói do Manchester United evita uso de sobrenome por trauma com o pai

ESPN.com.br
Alex Livesey/Getty Images
Depay Manchester United Brugge Champions 18/08/2015
Memphis Depay; em campo, apenas Memphis em virtude de um trauma de infância

Memphis Depay. Recomendavelmente, apenas Memphis. Quem diz é o próprio jogador. Herói do Manchester United na partida desta terça-feira contra o Club Brugge ao anotar dois gols e dar uma assistência na vitória por 3 a 1, no primeiro duelo pelos playoffs da Uefa Champions League, o holandês possui uma particularidade pouco comum dos atletas europeus: ignora o sobrenome paterno na camisa.

Há um motivo para o meia-atacante pedir para os clubes inserirem apenas Memphis na camisa: a relação conturbada com o pai. Aliás, a não-relação com o progenitor, que o abandonou quando ele tinha apenas quatro anos de idade.Um trauma de infância influencia diretamente no modo pelo qual a nova revelação holandesa quer ganhar espaço na Inglaterra.

A opção de Depay por utilizar o nome na camisa chamou a atenção da imprensa inglesa logo na apresentação do jogador como o novo camisa 7 do Manchester United. O holandês, que desde 2012 optou por usar Memphis nas costas e ignorar a nomenclatura paterna, prefere não entrar no mérito do assunto e mostra incômodo, já que não possui qualquer contato com o pai.

"Essas coisas fazem parte da minha vida, não são apenas uma parte do futebol. São coisas diferentes, pois tenho uma vida fora do futebol. Eu sei lidar com essa situação, ela me torna mais forte", disse, logo na apresentação, para a imprensa inglesa. "Aqui no Manchester eu não quero o Van Gaal como uma figura paterna, mas, sim, como um ótimo treinador."

Velocidade, força e finalização; conheça o 'moderno' Depay, revelação holandesa

Memphis Depay precisou de apenas um jogo de Uefa Champions League para se credenciar como um dos melhores reforços da janela de transferência europeia. O holandês chegou ao Manchester United e rapidamente conquistou um lugar na equipe titular comandada por Louis Van Gaal.

Nesta terça-feira, diante do Brugge, Memphis resolveu o jogo. Os belgas saíram na frente em Old Trafford, mas o meia-atacante holandês anotou dois golaços (um deles com direito a um chapéu no marcador) ainda no primeiro tempo para virar o marcador.

Antes do fim, Memphis acertou um cruzamento certeiro na cabeça de Fellaini aumentou a diferença e tornou a vantagem confortável para o United. Se é Memphis ou Depay, pouco importa para o torcedor do United, que já tem o direito de se animar com o seu novo camisa 7.

Comentários

Herói do Manchester United evita uso de sobrenome por trauma com o pai

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.